Deputado denuncia que mascarados foram “contratados” para desmoralizar ocupações de escolas e universidades

arruda_mascaradosO deputado federal João Arruda (PMDB-PR) denunciou neste domingo (6) que “atores” e “figurantes” foram contratados para desqualificar as ocupações de escolas e universidades pelos estudantes em todo o país.

O parlamentar disse que pretende esta semana denunciar essa “patifaria” na Câmara dos Deputados. Segundo ele, esses atores e figurantes mascarados foram recrutados para gerar imagens negativas contra os estudantes que têm legitimidade em suas reivindicações.

Arruda tentou realizar uma audiência pública sobre as ocupações na Assembleia Legislativa do Paraná, mas, segundo ele, os deputados estaduais temiam que a Casa fosse ocupada e novo pronunciamento da estudante Ana Júlia Ribeiro. A reunião que aconteceria nesta segunda (7) foi cancelada pela ALEP.

A jovem de 16 anos acusou em discurso na Assembleia, ao defender a legitimidade das ocupações, que os deputados estavam com as “mãos sujas de sangue” devido às mortes violentas em frente as escolas do Paraná.

A contundência da fala de Ana Júlia chamou a atenção do mundo e viralizou na internet.

“A maioria da bancada governista não quis fazer a audiência temendo uma invasão na Assembleia Legislativa,mas também tem o receio deles com um novo discurso da jovem Ana Júlia, de 16 anos”, afirmou Arruda.

Segundo a UNE e a UBES, estão ocupadas em todo o país 170 universidades — públicas e privadas — e 1,2 mil escolas da educação básica.

O movimento estudantil exigem a retirada da PEC 55 (antiga 241) e a MP 746, que reforma o ensino médio sem discussão com a comunidade escolar.

Relembre o discurso de Ana Júlia:

Comentários encerrados.