Por Esmael Morais

Com o “Cunha não mão”, Temer depõe na Vara do juiz Sérgio Moro

Publicado em 08/11/2016

Com o “Cunha na mão”, Temer terá cinco dias para responder se prefere ser ouvido em audiência ou por escrito. A decisão do magistrado se deu nesta segunda (7).

Especula-se que o correligionário do ilegítimo presidente já tenha feito uma ‘superdelação premiada’ cujo alvo principal seria a cúpula do PMDB.

Cunha cumpre prisão preventiva em Curitiba desde 19 de outubro, isto é, por tempo indeterminado. Ele é acusado de receber propina de contrato de exploração de Petróleo no Benin, na África, e de usar contas na Suíça para lavar o dinheiro.

Além de Temer, o ex-presidente da Câmara também arrolou como testemunha de sua defesa o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Leia a íntegra do despacho de Moro:

http://www.esmaelmorais.com.br/wp-content/uploads/2016/11/moro_testemunha_temer.pdf