Bandidagem declara: gravação que denunciou corrupção é uma “indignidade absoluta”

Publicado em 27 novembro, 2016
Compartilhe agora!

img_1176Michel Temer (PMDB), Renan Calheiros (PMDB-AL) e Rodrigo Maia (DEM-RJ), a nata da bandidagem, declararam neste domingo (27), em entrevista coletiva, que a gravação denunciando o ilegítimo presidente é uma “indignidade absoluta”.

Os três porquinhos — representando o Congresso Nacional e a Presidência da República — deram a declaração conjunta horas antes de trechos de áudios gravados pelo ex-ministro Marcelo Calero (Cultura) ir ao ar pela TV Globo (Fantástico).

O objetivo da coletiva foi desqualificar o ex-ministro que prova o envolvimento de Temer em corrupção para favorecer o também ex-ministro Geddel Vieira Lima (Secretaria de Governo) num empreendimento privado.

Compartilhe agora!

Comments are closed.