Blog do Esmael

A política como ela é em tempo real.

Presidente nacional da Juventude do PSDB seria funcionário fantasma no governo do Paraná, dizem deputados

O presidente nacional da Juventude do PSDB, Henrique Palermo do Vale, é apontado por deputados na Assembleia Legislativa como funcionário fantasma no governo do Paraná. Ele seria integrante da “Tenda Digital”.

Vale tem gordo cargo em comissão na Celepar (Companhia de Tecnologia da Informação e Comunicação do Paraná), segundo o Portal da Transparência. O presidente nacional da Juventude do PSDB está lotado no Subgrupo de Relacionamento Governamental.

Entretanto, ainda segundo parlamentares, o jovem tucano não comparece ao local de trabalho nem sequer comenta sobre suas atividades no órgão em seu perfil do Facebook. “Pelo contrário. Só há espaço para a militância no PSDB”, dizem.

ney_henrique_celepar

Conforme o deputado João Arruda (PMDB-PR), ex-membro da CPI dos Crimes Cibernéticos, o Palácio Iguaçu utiliza a estrutura oficial para atacar anonimamente adversários políticos do governador.

Nesta segunda (10), o candidato à Prefeitura de Curitiba, Ney Leprevost (PSD), acusou órgãos como a Celepar de servirem como bunkers de jagunços digitais — os pistoleiros das redes sociais — que atacam adversários políticos do governador Beto Richa (PSDB).

“Os pistoleiros virtuais que trabalham em cargos comissionados, e, que não querem perder suas boquinhas, estão fazendo uma verdadeira campanha difamatória contra mim nas redes sociais”, denunciou Leprevost em vídeo publicado na internet.

O candidato de Richa na disputa pela Prefeitura de Curitiba é Rafael Greca (PMN).

Ney Leprevost disse que, diferente do adversário, é um homem de “centro” no espectro político-partidário e por isso aceita o voto de eleitores de diversos matizes ideológicos.

“Sou um homem de centro, democrata, respeito o artigo 5º da Constituição Federal, dialogo com todas as correntes de pensamento, e aceito sim receber o voto de pessoas de todas as classes, de todos os credos, de todas as etnias e, inclusive, pessoas que têm ideias diferentes da minha”, diferenciou-se.

Deputados oposicionistas na Assembleia Legislativa adiantam que pedirão informações sobre os supostos funcionários fantasmas no Celepar, bem como estudam protocolar a CPI da Tenda Digital.

Abaixo, assista ao vídeo com a denúncia de João Arruda:

Comentários desativados.