PMDB orienta pelo voto nulo em Curitiba

arruda_2016O secretário-geral do PMDB do Paraná, deputado João Arruda, informou nesta terça (4) que o partido vai orientar pelo voto nulo no 2º turno da eleição em Curitiba.

“Entre Greca e Ney, vamos seguir a maioria dos curitibanos: votaremos nulo”, disse ao Blog do Esmael enquanto saboreava um pão com mortadela.

De acordo com o TSE, 30,22% dos 1.284.204 eleitores de Curitiba – o que equivale a 360.340 pessoas – deixaram de votar no primeiro turno destas eleições.

O segundo turno na capital paranaense será entre o ex-prefeito Rafael Greca (PMN) e o deputado Ney Leprevost (PSD). A eleição será no próximo dia 30 de outubro.

O PMDB foi o partido que mais elegeu prefeitos no 1º turno do Paraná. A legenda vai administrar 77 prefeituras e participará de outras 43 com os vices eleitos.

33 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Entre os dois é Ney!!!

  2. PMDB DE CURITIBA É IRRELEVANTE,NÃO TEM VOTOS E ESSE DEPUTADINHO METIDO A CORONEL POR AQUI,É BAIXO CLERO EM BRASÍLIA ASSIM COMO O TIO,COMEDOR DE MAMONAS………E OS CRIMES DE TRÂNSITO NA TIBAGI ESQUINA COM AMINTAS DE BARROS OCORRIDO HÁ 15 ANOS ALGUM COMENTÁRIO,DEPUTADO……..O BLOGUEIRO TAMBÉM PODERIA COMENTAR !!!!!!

  3. Votar nulo só quando não concordamos com o processo eleitoral (como parte do povo fazia na ditadura militar,até que o então MDB foi aceito como verdadeira oposição). Quando não nos agrada nenhum dos candidatos, o mais indicado é o voto em branco. Esse é o nível dos “orientadores de voto”! Aliás esse João Arruda (condenado na justiça não esqueçamos) ajudou a anular o voto de 54 milhões de brasileiros.

    • Coitadinho do Arruda! Sobrinho do bala de prata, primo do que perdeu feio, primodo Ferreirinha (o mamona é o pai), genro de grande empreiteiro….esse é outro que se não fosse o dinheiro do sogro estava fora faz tempo. Não faz nada em Brasília, é um playboy no melhor estilo Richa.

  4. Quando chegar nas eleições para Deputado, pode deixar que votaremos nulo também!

    Viva a democracia…

  5. ERRATA.
    Na 7ª linha de baixo para cima: se vocÊ, sem o s.

  6. O Requiãozinho perdeu até pra patricinha Victória.
    Esse estímulo ao nulo pelo PMDB (Guiné, digo Arruda) não influirá em nada no resultado
    das eleições, da mesma forma como a ausência do PT e do PC do B não afetou o destino
    do Gustavo Fruet.
    Mas o voto nulo, em chegando a mais de 50% dos votos válidos, poderá pelo menos abrir
    os olhos do TSE, para a instituição do direito de voto facultativo.
    Ou seja: vota quem se interessa pelos destinos do município, do estado, do país, e pelo
    próprio destino, evidentemente.
    Gente alienada, que não quer saber de política, e não se informa, apenas serve de
    massa de manobra e de curral eleitoral, para políticos safados e carreiristas.
    E esse pessoal acaba prejudicando e desvalorizando o voto dos bem intencionados, que
    se interessam pela política e pelo bem comum.
    O Direito de voto é para todos, irrestritamente.
    Mas só vota o eleitor que assim o desejar, por ato espontâneo e voluntário.
    Enquanto isso, se vocês só tem 2 opções, e acha que nenhuma delas merece o seu
    voto, então votar nulo é uma opção correta e cidadã, sim senhor!
    Será o único jeito de convencer os “cabeça-dura” do TSE e os políticos safados, a
    instituírem o voto NÃO obrigatório.
    Para votar nulo é só teclar 0 (zero) em todos os dígitos, e confirmar 2 vezes.
    Com o voto em branco você está dizendo que não se importa.
    Com o voto nulo você estará PROTESTANDO.

  7. De que adianta o Requião ficar batendo no Beto Richa a eleição inteira e agora no segundo turno dizer para seu eleitorado votar nulo e assim contribuir para o Greca se eleger ? Para min essa contradição é clara, PMDB sendo a p*ta que sempre foi se vendendo como sempre, e pressionando o Ney Leprevost oferecer alguma secretaria….

  8. Eu voto nulo, não vou fazer como os defensores dos indefensáveis Beto RicHa, Greca e Ney. Daqui 1 ano eles só podem culpar quem eles estão defendendo, e eu quero ter certeza que não participei dessa escolha, os 2 são desonestos e despreparados.

  9. QUEM É ARRUDA NA ORDEM DO DIA?? SE NEM O SENADOR CONSEGUE CONTAGIAR O ELEITORADO, ESSE ZÉ RUELA QUER APARECER?

  10. Pois esse problema começa a ser corrigido. Conforme reportagem do Estado, o presidente Michel Temer cortou a principal fonte de recursos de blogs e sites cuja única razão de existir era apoiar o PT. O Palácio do Planalto bloqueou ao menos R$ 8 milhões dos R$ 11 milhões previstos para serem liberados até dezembro em publicidade de Ministérios e empresas estatais, como Petrobrás, Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal.
    O principal site afetado pela medida é o “Brasil 247”, que deixará de receber R$ 2,1 milhões do governo federal. Outros sites que não receberão recursos federais são o “Diário do Centro do Mundo” (R$ 1,1 milhão), “Blog Conversa Afiada” (R$ 865 mil), “Pragmatismo Político” (R$ 219 mil), “Blog do Esmael Morais” (R$ 168 mil) e “Blog do Cafezinho” (R$ 124 mil). Como se vê, o lulopetismo era generoso com seus amigos.

    Secou a teta Esmael kakakakakakakaka

    • Vixe mãinha!!!!

    • E você já viu quanto a administração federal e das estatais no governo petista deu pra Globo, Band, Folha, etc. e até para a Veja? Está aí a diferença de um governo republicano (até demais para o meu gosto) e esse aí que você defende, um lixo em termos democráticos e de competência. Eu, na condição de contribuinte, espero que o governo federal não seja discriminatório. Se for, serei SONEGADOR com prazer. SONEGAR pra mim será um ato de desobediência civil.

  11. Não vou votar nulo! Vou pra praia ou pra serra. Depois pego a guia de R$ 4 no fórum, pago e pronto!

  12. Aos tucanalhas de plantão: time que ganha jogo com ajuda de juiz, logo depois, todo mundo vê que continua o time medíocre de sempre.

  13. Quer dizer que o Leprevost fez nhaca com convênios públicos e está sendo processado pelo TCU. Normal! Se for escolher candidato sem antecedentes criminais, a política acaba no Brasil. Será que o Fruet conseguiu de volta as tralhas que o Greca pegou da PMC? O sujieito ao invés de agradecer o outro por sumir com aqueles lixos ainda, nas vésperas da eleição, quer de volta. Ninguém merece estes políticos. Eu vou votar nulo mas, não porque este cara está incitando mas, porque ambos os candidatos são iguais. Aliás vou votar nulo quando o João Arruda for tentar se reeleger para deputado federal também. Nojo!

  14. No boca do inferno ou no piá bom voto um deles vai sentar o traseiro na cadeira do fruet, com dor no coração voto no piá bom de voto apesar dele ser coxinha, voto nulo é outra opção que por enquanto descarto.

  15. Bom dia, a eleição foi vergonhosa para o PMDB, sinal claro que juntamente com o PT estão acabados sem moral, nem para eleição de Sindico de Prédio, agora ficam falando bravatas………

  16. Agora orientam pela anulação de votos só porque tomaram na fuça com apenas 5,60%, quinto lugar. O candidato perdeu até para a patricinha.

    O povo acordou, não acredita mais em promessas, ataques e demagogia.

  17. leprevo eu vou votar,NEY.

  18. PARTIDO NÃO VOTA ,ACEITAR A DERROTA OU NÃO ISSO E CADA UM ,VOTO ney…PREFEITO?

  19. O blogueiro progressista deveria criticar duramente o Arruda. Provavelmente ele está assistindo a Globo, sendo influenciado pela velha mídia e orientando desta forma ridícula seus fiéis. Ontem o blogueiro afirmou que “nao há dúvidas de que a renúncia ao exercício da cidadania tem a ver com a campanha negativa da mídia contra os partidos e os políticos. Essa despolitização, por exemplo, ajudou na vitória do poste João Dória (PSDB), em São Paulo, que se apresentou como “apolítico” no processo eleitoral.” Hoje o Arruda engrossa o coro e entra na campanha pelo voto nulo! A sorte é que a opinião do Arruda e nada é quase a mesma coisa.

  20. Não tem para onde correr. Nulo eu não voto.

  21. Esses trairas que apoiaram DilmAnta ainda não perceberam que o PT acabou. A única coisa que resta agora ir lá em pinhais dar o rabo pro Dirceu. Devolvam os milhões roubados quadrilha nojenta!!!!!!!!!

    • Olha o cara, tá bem louquinho, anta é você mortadela. Se realmente o PT acabou, ou vc tem provas dos roubos, porque continua a espernear, mimimimi. Acabou pronto acabou, mas no fundo mesmo vc sabe que não é isso é só o seu desejo, então tem que vir para o blog, para poder ter orgasmos e atacar. Coloca na sua cabeça vc não ME CONVENCE, assim como eu também não. Pura perda de tempo.

    • Sua mãe o educou mto bem. Que vocabulário chulo!

  22. Outra situação que se arrasta no tribunal de contas da União:

    Número interno do documento:
    AC-7307-37/13-1
    Número do Acórdão:
    7307
    Ano do Acórdão:
    2013
    Colegiado:
    Primeira Câmara
    Processo:
    010.645/2010-1
    Tipo do processo:
    RELATÓRIO DE AUDITORIA (RA)

    Na sequência dos trabalhos, outras irregularidades foram sendo levantadas. Dentre elas, o fato da proponente não possuir capacidade técnica, administrativa e financeira para executar os objetos propostos, contrariando declarações juntadas por ela própria e por outras entidades (Prefeituras Municipais, Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel/PR), Conselho de Turismo, Deputado Estadual Ney Leprevost, etc.). As demonstrações contábeis, evidenciando prejuízos ano após ano, a localização em duas pequenas salas alugadas, a ausência de funcionários e a contratação de terceiros para realizar todos os serviços requeridos, foram suficientes para comprovar que os responsáveis do Iabras agiram com má-fé desde o início.

    Tais contratações, investidas de aparente legalidade, eis que originadas de cotações prévias realizadas com fundamento nos recentes normativos, consistiram em meras simulações, sem qualquer propósito de selecionar a melhor proposta para a administração pública. Para 9 (nove) dentre as 10 (dez) cotações feitas, as propostas apresentadas foram sempre das mesmas empresas: CWB Brasil Eventos, Publicidade e Promoções Ltda. (de propriedade de irmãos do deputado mencionado acima), Occasio Comunicação e Eventos Ltda. (que além de não possuir funcionários, não foi encontrada no endereço indicado nos orçamentos, sendo que o endereço informado no cadastro do CNPJ da Receita Federal é de uma residência localizada na periferia de Curitiba). As evidências são de que as seleções supostamente realizadas foram montadas com um único objetivo de propiciar a contratação da CWB Brasil Eventos, Publicidade e Promoções Ltda., prestigiada com a cifra de R$ 1.890.000,00 pelo Iabras, sendo R$ 1.750.000,00 oriundos dos cofres federais.

  23. Vejam a decisão abaixo. A festa vai começar….

    Número interno do documento:
    AC-640-4/14-1
    Número do Acórdão:
    640
    Ano do Acórdão:
    2014
    Colegiado:
    Primeira Câmara
    Processo:
    026.811/2010-3
    Tipo do processo:
    TOMADA DE CONTAS ESPECIAL (TCE)
    Interessado:
    3. Responsáveis: Instituto de Desenvolvimento da Organização Nacional de Excelência Administrativa – Iabras (CNPJ: 07.279.398/0001- 96), representado por Rodrigo Dziedzick (CPF: 914.860.689-87) e Patrícia dos Santos Fisch (CPF: 764.137.640-15); CWB Brasil – Eventos, Publicidade, Promoções e Participações Ltda. (CNPJ: 06.264.681/0001-81), representada por João Guilherme Leprevost (CPF: 09.978.764.299-04)
    Entidade:
    Instituto de Desenvolvimento da Organização Nacional de Excelência Administrativa (Iabras)
    Relator:
    VALMIR CAMPELO
    Representante do Ministério Público:
    Procurador Marinus Eduardo De Vries Marsico
    Unidade técnica:
    Secretaria de Controle Externo no Paraná (Secex/PR)
    Representante Legal:
    Marina Michel de Macedo (OAB/PR nº 36.786), Melina Breckenfeld Reck (OAB/PR nº 33.039) e Clèmerson Merlin Clève (OAB/PR nº 09.361)
    Sumário:
    TOMADA DE CONTAS ESPECIAL. IRREGULARIDADES NA APLICAÇÃO DE RECUROS DE CONVÊNIOS FIRMADOS ENTRE O MINISTÉRIO DO TURISMO E INSTITUIÇÕES NÃO GOVERNAMENTAIS DO ESTADO DO PARANÁ. CITAÇÕES. SRA. PATRICIA DOS SANTOS FISCH EXCLUÍDA DO PROCESSO. ALEGAÇÕES DE DEFESA REJEITADAS. CONTAS IRREGULARES. DÉBITO. MULTA. COBRANÇA JUDICIAL E PARCELAMENTO DA DÍVIDA. CÓPIA DO ACÓRDÃO PROFERIDO, ACOMPANHADO DO RELATÓRIO E VOTO QUE O FUNDAMENTAM, À PROCURADORIA DA REPÚBLICA NO ESTADO DO PARANÁ, À RECEITA FEDERAL DO BRASIL E AO MINISTÉRIO DO TURISMO.
    Acórdão:
    VISTOS, relatados e discutidos estes autos de tomada de contas especial (TCE) instaurada em cumprimento ao Acórdão nº 5.316/2010-TCU-1ª Câmara proferido no TC-010.645/2010-1, que tratou de relatório de auditoria realizada na gestão de recursos de convênios firmados pelo Ministério do Turismo com instituições não governamentais do Estado do Paraná.

    ACORDAM os Ministros do Tribunal de Contas da União, reunidos em Sessão da Primeira Câmara, ante das razões expostas pelo Relator, em:

    9.1. excluir da relação processual a Sra. Patrícia dos Santos Fisch, (CPF: 764.137.640-15);

    9.2. rejeitar as alegações de defesa apresentadas pelo Instituto de Desenvolvimento da Organização Nacional de Excelência Administrativa – Iabras (CNPJ: 07.279.398/0001-96) e pela empresa CWB Brasil – Eventos, Publicidade, Promoções e Participações Ltda. (CNPJ: 06.264.681/0001-81), com base no art. 12, inciso II e §1º, da Lei 8.443/92, porquanto não comprovaram a boa e regular aplicação dos recursos públicos repassados por meio dos convênios firmados com o Ministério do Turismo;

    9.3, com fundamento nos arts. 1º, inciso I; 16, inciso III, alíneas “b”, “c” e “d” e § 2º, alínea “b”; 19, caput, e 23, inciso III, “a”; todos da Lei 8.443/92, c/c o art. 214, inciso III, “a”, do Regimento Interno, julgar irregulares as contas do Instituto de Desenvolvimento da Organização Nacional de Excelência Administrativa – Iabras (CNPJ: 07.279.398/0001-96 e da empresa CWB Brasil – Eventos, Publicidade, Promoções e Participações Ltda. (CNPJ: 06.264.681/0001-81), condenando-os solidariamente ao pagamento dos débitos a seguir relacionados, fixando-lhes o prazo de quinze dias a contar da notificação para que comprovem perante o Tribunal o recolhimento da dívida aos cofres do Tesouro Nacional, atualizada monetariamente e acrescida dos juros de mora calculados a partir das datas mencionadas até o efetivo recolhimento, nos termos da legislação em vigor:

    9.4. aplicar, individualmente, ao Instituto de Desenvolvimento da Organização Nacional de Excelência Administrativa – Iabras (CNPJ: 07.279.398/0001-96 e à empresa CWB Brasil – Eventos, Publicidade, Promoções e Participações Ltda. (CNPJ: 06.264.681/0001-81) a multa prevista no art. 57 da Lei 8.443, de 1992, no valor de R$ 5.000,00 (cinco mil reais), fixando-lhes, nos termos do art. 214, inciso III, alínea “a”, do Regimento Interno, o prazo de 15 (quinze) dias, a contar da notificação, para que comprovem perante o Tribunal o recolhimento da referida quantia aos cofres do Tesouro Nacional, na forma da legislação em vigor;

    9.5. autorizar, desde logo, a cobrança judicial das dívidas, nos termos do art. 28, inciso II, da Lei 8.443, de 1992, caso não atendidas as notificações;

    9.6. autorizar, desde logo, com fundamento no art. 26 da Lei 8.443/1992 combinado com o art. 217 do Regimento Interno, caso seja do interesse dos responsáveis, o parcelamento das dividas em até 36 (trinta e seis) parcelas mensais e consecutivas, incidindo sobre cada uma, corrigida monetariamente, os correspondentes acréscimos legais; sem prejuízo de alertá-los de que, caso optem por essa forma de pagamento, a falta de comprovação do recolhimento de qualquer parcela implicará o vencimento antecipado do saldo devedor, nos termos do parágrafo único do citado art. 26 da Lei Orgânica do Tribunal combinado com o art. 217, § 2º, do Regimento Interno e;

    9.7. encaminhar cópia do presente acórdão, acompanhado do relatório e voto que o fundamentam:

    9.7.1. ao Ministério do Turismo;

    9.7.2. à Procuradoria da República no Estado do Paraná/PR, nos termos do art. 16, § 3º, da Lei 8.443/92, c/c o art. 209, § 6º, do Regimento Interno, para o ajuizamento das ações cabíveis;

    9.7.3. à Receita Federal do Brasil, para as providências que entender pertinentes;

    Quórum:

    13.1. Ministros presentes: Walton Alencar Rodrigues (na Presidência), Valmir Campelo (Relator), Benjamin Zymler e José Múcio Monteiro.
    13.2. Ministro-Substituto presente: Augusto Sherman Cavalcanti.
    (…)

    4. Assim, a amostra oriunda desse levantamento elencou dezoito convênios, que abarcaram a movimentação de R$ 6.903.482,26 dos cofres públicos federais entre os exercícios de 2008 e 2009, distribuídos da seguinte forma: R$ 2.250.000,00 para o Iabras, relativo a onze convênios; R$ 3.462.282,26 para o Instituto Origem, decorrente de sete convênios; e R$ 1.191.200,00 ao Londrina Convention & Visitors Bureau, por conta do convênio 629352/2008.

    5. Os processos autuados, TC 010.643/2010-9 (Fiscalis 500/2010 – Origem e LCVB) e 010.645/2010-1 (Fiscalis 501/2010 – Iabras), evidenciaram a prática de várias irregularidades, tanto de responsabilidade dos órgãos concedentes, quanto por ação dos convenentes relacionados.

    (…)

    TCU, Sala das Sessões Ministro Luciano Brandão Alves de Souza, em 18 de fevereiro de 2014.

    VALMIR CAMPELO

    Ministro-Relator

    Data da sessão:
    18/02/2014
    Ata:
    4/2014