Ocupações de escolas continuam no Paraná, decide assembleia de estudantes

ocupacoes_escolas_richaUma assembleia de estudantes realizada em Curitiba, nesta quarta (26), com representantes das 850 escolas ocupadas no Paraná, decidiu pela continuidade da manifestação por tempo indeterminado.

O movimento é plural e suprapartidário e conta com o apoio da UPES (União Paranaense dos Estudantes Secundaristas) e da APP-Sindicato — o sindicato dos trabalhadores na educação.

As ocupações iniciadas no início do mês de outubro foram motivadas pela MP 746 (reforma do ensino médio) e pela PEC 241 (congelamento dos investimentos na educação).

Na tarde de hoje, a estudante Ana Júlia Ribeirohumilhou” os deputados ao explicar na Assembleia Legislativa as razões da ocupação. Ela deu uma verdadeira aula de cidadania aos parlamentares, que não esperavam pelo emocionante discurso (assista).

Além das ocupações de escolas da educação básica, o governador Beto Richa (PSDB) também enfrenta ocupações das sete universidades estaduais. Para agravar a crise, o tucano ainda tem que lidar com a greve dos professores e servidores dessas instituições de ensino.

Comentários encerrados.