Por Esmael Morais

Com medo de novos protestos estudantis, Beto Richa pede reforço da Forças Nacional para o 2º turno das eleições no Paraná

Publicado em 29/10/2016

Ao saber do medo que Richa tem dos estudantes, Dona Siroba, professora aposentada, cravou essa: “ele tem medo, mas não tem vergonha!”.

Em tempo de normalidade, a segurança das eleições é feita pela Polícia Militar.

O Paraná chegou a ter 900 escolas da rede pública ocupadas por estudantes, em protesto contra a MP 746 (reforma do ensino médio) e PEC 241 (agora PEC 55, no Senado, que congela investimentos da educação). Houve conflitos com os “tiozinhos” do fascista MBL, que foram colocados para correr pelo povo favorável à luta estudantil.

Segundo o movimento Ocupa Paraná, a Força Nacional estará em frente de todas as escolas ocupadas para garantir que não haja nenhum conflito entre ocupantes e eleitores.

O TRE do Paraná também informou ao Ocupa Paraná que destacará servidores do órgão para orientar a mudança de local de votação e esclarecer dúvidas dos eleitores nesses municípios.

Sobre a Força Nacional

A Força Nacional é composta por policiais militares, bombeiros militares, policiais civis e peritos.

A Força Nacional de Segurança Pública foi criada em 2004 para atender às necessidades emergenciais dos estados, em questões onde se fizerem necessárias a interferência maior do poder público ou for detectada a urgência de reforço na área de segurança. Ela é formada pelos melhores policiais e bombeiros dos grupos de elite dos Estados, que passam por um rigoroso treinamento no Batalhão de Pronta Resposta (BPR).

Abaixo, leia a íntegra do informativo do Ocupa Paraná:

INFORMATIVO ÀS OCUPAÇÕES – ELEIÇÕES 2016

O movimento Ocupa Paraná vem informar que o Tribunal Regional Eleitoral do Paraná entrou em contato conosco para que possamos informar a todos/as estudantes que estão ocupando as suas escolas que no próximo dia 30 de outubro (dia da votação do segundo turno) nas cidades de Curitiba, Maringá e Ponta Grossa, haverá reforço policial da Força Nacional (Exército) em frente a todas as escolas estaduais ocupadas para garantir que não haja nenhum conflito entre ocupantes e eleitores.

O TRE-PR informa também que nesses locais de votação uma equipe de servidores do TRE estará presente informando as pessoas sobre a mudança de local e também tirando dúvidas sobre os novos locais de votação. Além disso haverá também ônibus do TRE sem custo para levar as pessoas ao novo local de votação.

Sendo assim, informamos às ocupações que podem ficar tranquilas quanto à presença do exército na frente das escolas visto que a presença destes não será por motivos de desocupações forçadas e sim para garantir que não haja conflitos.

Curitiba, 28 de outubro de 2016.