Alvaro Dias pede auditoria da dívida pública brasileira de R$ 4 trilhões

alvaro_divida_auditoriaO senador Alvaro Dias (PV-PR), em sua coluna desta quarta (19), propõe a suspensão do pagamento de juros até a auditoria da dívida pública brasileira, que, segundo o colunista, chega a R$ 4 trilhões em 2016 e impõe o pagamento de R$ 1,3 trilhão anual apenas em juros. Abaixo, leia, ouça e comente a íntegra do texto:

Donwload do áudio

Raio X da dívida pública

Alvaro Dias*

Protocolei, na Mesa Diretora do Senado, requerimento solicitando realização de auditoria, pelo Tribunal de Contas da União (TCU), na dívida pública interna federal. O Congresso precisa discutir a fundo o controle de gastos públicos, a correta aplicação dos recursos em benefício da população, além de buscar alternativas para uma melhor administração da dívida brasileira, que já alcança o patamar de R$ 4 trilhões e impõe o pagamento de R$ 1,3 trilhão anual apenas em juros.

Nós, parlamentares, precisamos debater de que forma o País pode ter uma administração mais eficaz de seu endividamento público. Entretanto, para isso, precisamos conhecer os números desta dívida em profundidade. Por esse motivo estamos fazendo algumas indagações essenciais ao Tribunal de Contas, como por exemplo o que causou tamanho crescimento da dívida. Também queremos saber para quem devemos e por que os encargos de rolagem da dívida chegaram a este volume de recursos.

Nos últimos 12 anos, a dívida bruta interna da União cresceu aproximadamente R$ 2 trilhões. O estoque de dívida em 2016 já ultrapassa R$ 3,9 trilhões. Do total da dívida, 22,9% estão nas mãos das instituições financeiras e 21,3% com os fundos de investimentos. Juntos, são os principais credores.

E onde o governo federal investiu todo esse dinheiro? Olhando a realidade brasileira, o que enxergamos é a deterioração dos serviços públicos, a falta de infraestrutura, sucateamento das malhas ferroviárias e rodoviárias existentes, falta de tratamento de esgoto e risco frequente de apagão.

Efetivamente esse dinheiro todo não foi investido em prol da sociedade brasileira. Caso o governo não adote medidas para frear o aumento galopante da dívida e reformular o modelo de gestão hoje estabelecido, seguramente o País prosseguirá sem recursos para investimentos, cada dia mais terá que vender patrimônio e o contribuinte brasileiro continuará expectador passivo do aumento exponencial de uma dívida que alguém está construindo para depois a sociedade pagar.

*Alvaro Dias é senador pelo Partido Verde. Ele escreve nas quartas-feiras para o Blog do Esmael sobre “Ética na Política”.

13 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Se o álvaro dias da direita verde começou a falar na dívida pública é porque a dívida pública está tomando corpo no meio acadêmico e logo logo chegará na cabeça do povão para desespero dos banqueiros sanguessugas.

  2. Esse Poodle já disse que a Mega Cena era fria.
    Não provou nada.
    Aliás correu e ficou bem quieto.
    Agora quer bancar o Rei do Tribunal de Contas da União.
    O cara acha que ainda engana alguém.

  3. O primeiro que deveria ter dados relevantes sobre o crescimento dessa dívida é o próprio senador já que ele exerce o mandato desde 1999. O problema é que o senador gastou muito tempo lendo a revista Veja no plenário do Senado. Realmente é preocupante até pro Senador que fez campanha no jatinho do Youssef com combustível pago pelos maringaenses o crescimento dessa dívida. Hoje está em R$ 4 trilhões. No começo de abril deste ano estava em R$ 2,88 trilhões. Um crescimento de R$ 1,12 trilhão em apenas sete meses, 6 meses sob a administração do presidente apoiado pelo senador! Se o senador pretende atingir o PT com essa discussão – e parece ser esta a única missão do senador – vai quebrar a cara. Quando Lula assumiu, essa dívida já andava na casa dos R$ 2 trilhões, mesmo depois da liquidação dos bens públicos promovida pelo governo FHC. E os investimentos feitos durante os governos petistas foram visíveis. Só um antipetista fundamentalista como o senador para não reconhecer isso. O senador fala em “risco frequente de apagão”. Risco frequente de apagão existe em qualquer sistema elétrico no mundo inteiro. Mas só aconteceu de forma prolongada no governo FHC. Outra besteira que o senador escreve é que há um sucateamento das malhas ferroviárias. Onde o senador estava quando a nossa malha ferroviária foi privatizada pelos tucanos? O senador sabe – mas, convenientemente, faz de conta que não sabe – que os problemas de nossa malha ferroviária são decorrentes principalmente de sua privatização. Mas o senador poderia ser mais direto: por exemplo, propor a suspensão dos pagamentos dos juros da dívida e a não aprovação da PEC 241! Mas o que o tucano verde propõe? A venda de nossos bens!

  4. PORQUE O SENADOR NÃO PEDE UMA AUDITORIA NAS CONTAS DO GOVERNO DO PARANÁ, A FIM DE CONSTATAR PARA ONDE ESTÁ INDO O DINHEIRO.NAS ENTREVISTAS O GOVERNADOR DIZ QUE O PARANÁ É MIL MARAVILHAS, QUANDO OS PROFESSORES, FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS, POLICIAIS CIVIS, MILITARES, DIZEM CADÊ O NOSSO ATRASADO DAS PROMOÇÕES, QUINQUÊNIOS ETC., O GOVERNADOR DIZ QUE NÃO TEM E A RESPOSTA É A MESMA LADAINHA, CITA OS ESTADOS DO RIO GRANDE DO SUL, RIO DE JANEIRO E A SITUAÇÃO NACIONAL, MAS SEMPRE VOANDO NAS AERONAVES E HELICÓPTEROS LOCADOS E PAGOS PELO POVO DO PARANÁ. OS FUNCIONÁRIOS QUE NÃO RECLAMAM DE SALÁRIOS, PROMOÇÕES, AUMENTOS. DIÁRIAS ETC., SÃO OS ”TRABALHADORES” COMISSIONADOS. PORQUE O GOVERNADOR PARA FAZER UMA VIAGEM ATÉ O MUNICÍPIO DE CAMPO MAGRO, PRECISA IR VOANDO? O SEU PAI QUANDO GOVERNADOR VIAJAVA COM O SEU PRÓPRIO VEÍCULO.

  5. Qual a sua verdadeira intenção,senador alvaro dias não tem o que fazer,golpista mal caráter.sua cara não muda PSDB,canalhas.

  6. Nossa Alvaro Dias me surpreendendo.

  7. Teve um babaca aqui que veio pra cima de mim, em comentário a respeito da dívida, onde eu pregava que é muito mais fácil diminuir percentuais da SELIC do que implementar a PEC da morte. PeTralha, esquerdopata, e tudo o mais, foram os nomes a mim dirigidos. Talvez seja também, o Senador Álvaro Dias, um esquerdopata e PeTralha? É o preço que pagamos de ter que ouvir gente ignorante.

  8. R$ 1,3 trilhão de juros? Numa dívida de R$ 4 trilhões.
    Gostaria que o senador demonstrasse esse cálculo.

    • Paul Moura, Talvez tenha havido um engano, pois 1,3 trilhões são as despesas totais anuais com a dívida, quase 50 % do orçamento federal, com juros são um pouco mais de 500 bilhões por ano, muitos mais do que é investido em educação e saúde por exemplo, mais também do que é gasto com a Seguridade Social (Previdência), tudo isso com nossos impostos, que vão para mão de relativamente poucos investidores, que pouco ou nada investem no setor produtivo, quer dizer que não geram, ou geram uma quantidade ridícula de empregos e consequente arrecadação.

      • Espero que você saiba o que quer dizer “serviço da dívida”.
        Mas ele não falou em “serviço da dívida” o que qualquer economista médio sabe o que é.
        Falou em “JUROS” e ai, uma diferença de 800 bilhões de reais faz falta.
        Mas o que questionei sobretudo é o cinismo do senador eis que ele sempre apoiou um política neoliberal, onde juros não são um importantes, tal que na época de FHC chegaram a bater 45% aa.
        Hummmm!

        • somente para corrigir:
          onde se lê: …, onde os juros não são um…..
          Leia-se: …, onde os juros são reis, são intocáveis.

      • Mas para ser sincero, o senador joga mais uma vez com a ignorância das pessoas.
        Felizmente, nem todas são ignorantes.

    • Espero e torço também que o senador consiga apoio para tal auditoria.