Alvaro Dias quer mais recursos para pesquisa e inovação tecnológica na agricultura

alvaro_agriculturaO senador Alvaro Dias (PV-PR) relata em sua coluna, desta quarta (26), que apresentou projeto no Senado visando aumentar em pelo menos R$ 500 milhões o orçamento da pesquisa e inovação tecnológica aplicadas à agricultura. Abaixo, leia, ouça, comente e compartilhe o texto:

Download do áudio

Mais recursos para pesquisa e inovação tecnológica aplicada à agricultura

Alvaro Dias*

Para garantir maior fluxo de recursos voltados ao financiamento de pesquisas de desenvolvimento tecnológico e científico no setor do agronegócio, apresentei projeto de lei que garante um volume de investimentos à altura das necessidades da pujante agricultura brasileira. O Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação vem investindo anualmente cerca de US$ 40 bilhões em pesquisa e desenvolvimento no setor agrícola. Este patamar está muito abaixo do que é investido por grandes potências, tais como China (U$ 336,5 bilhões), Coréia do Sul (U$ 68,9 bilhões) e Alemanha (U$ 101 bilhões).

Portanto, os países que estão conseguindo destaque no campo do desenvolvimento econômico e social aportam cada vez mais recursos em atividades de pesquisa. O que é fundamental para adaptar a atividade agrícola a fatores climáticos como a seca no Nordeste e o desenvolvimento de plantas resistentes a pragas e doenças.

O nosso projeto busca fortalecer o Programa de Ciência e Tecnologia para o Agronegócio. A fórmula para garantir recursos é alterar a lei 10.893/2004, para direcionar ao programa o valor arrecadado com a incidência do Adicional ao Frete para a Renovação da Marinha Mercante (AFRMM) na importação de fertilizantes. Dessa forma, o produto da arrecadação da cobrança seria destinado integralmente ao Programa de Ciência e Tecnologia para o Agronegócio.

O Adicional ao Frete para a Renovação da Marinha Mercante, fonte básica do Fundo de Marinha Mercante, arrecada aproximadamente R$ 2,5 bilhões por ano.

Em 2014, o Brasil importou 80% dos fertilizantes que consumiu. A aplicação do AFRMM sobre o frete da importação de fertilizantes, portanto, custou aos agricultores R$ 474 milhões de reais. Recursos que foram transferidos pelos agricultores para o fomento da indústria naval brasileira e das empresas brasileiras de navegação, o que corresponde a 1/5 de todo o orçamento executado pela Embrapa em 2014. Trata-se, portanto, de uma ferramenta de transferência de renda dos agricultores para os estaleiros e empresas de navegação, sem qualquer contrapartida.

Se o projeto for aprovado, quase R$ 500 milhões poderão ser usados na pesquisa e inovação tecnológica aplicadas à agricultura. O que representaria um grande incremento ao campo.

*Alvaro Dias é senador pelo Partido Verde. Ele escreve nas quartas-feiras para o Blog do Esmael sobre “Ética na Política”.

10 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Vai para casa, Senador………………!!!!!

    Golpista………………….., Entreguista………., Cínico…………………., e que não engana

    mais ninguém…………………!!!!!!

    Figura desprezível………………!!!!

  2. Pode não ser um excelente politico, mas não deixa seus eleitores passar vergonha, e sempre foi um cara educado; de familia rica por herança, não precisa da politica pra subir na vida (como diria minha avó); existem obras da época dele como asfaltos por exemplo que até hoje ainda é trafegada, outros depois dele construiram cascas de ovo que já foi restaurado muitas vezes; o comedor de mamona foi secretário dele, a gente chegava lá vindo do interior pra resolver problemas, dava até medo de passar por perto do comedor de mamona, homem estúpido, mal educado, mal humorado que não respeitava as pessoas; sempre estava lá com a cara parecendo um réu; não sou coxinha, não sou politico mas observo as coisas.

  3. Ha ha ha.
    Esse poodle ajudou a derrubar o governo, agora quer cobrar a conta.
    O AlibabáTemer vai dar uma banana pra esse fantoche de fascista.

  4. Vamos ver se este senador vota a favor do povo e contra o golpe da PEC241.

    Estaremos de olho em você senador.

    Genaro

  5. Álvaro Dias, o mestre em transformar palavras em bolhas de sabão, o melhor tucano nessa arte. Puff! Puff! Puff!

  6. O senador devia estar ciente de que o cara que ele ajudou a colocar lá, ele veio para fazer o Brasil andar para trás não ao contrário.

    Um artigo desse deixa a gente até com raiva logo cedo!!

  7. SENADOR VOCE NUNCA AJUDOU SEU PARTIDO E NEM COLIGAÇÕES, E AGORA O QUE VOCE VAI FAZER, ENCIMA DO MURRO VAI AJUDAR TEU IRMÃO.

    • É simples, senador. Se quer mais recursos pra pesquisa, basta votar contra a PEC 241, que é defendida por seus colegas do PSDB.

      • Falam da Venezuela, querem limitar os gastos, a pergunta é

        Acabaram com a corrupção no país, pq se medidas anticorrupção, desvios de verbas e sem auditagem constantess a população vai ser ainda menos assistida, ou seja, o dinheiro não vai chegar no seu destino.
        Portanto, estamos de uma forma ou de outra na mesma direção da nossa vizinha. Me corrijam se estiver errado por favor pois quero entender essa m. Toda.

    • QUEREMOS O SEU VOTO CONTRA a

      PEC 241

      Proposta de ESFOLAÇÃO constitucional.

      E espero que combata a REFORMA da Previdência que retira direitos, faça uma CPI do tal ROMBO da previdência auditando onde está a sangria e não sangrando o POVO. É o que esperamos, que honre o Paraná no senado como muitas vezes o fez.

      E que combata os novos

      COVEIROS do SEXAGENÁRIO

      Imagine professores, policiais, enfermeiros, garis, médicos … trabalhando com SESSEnta quase setenta anos ou mais, se fosse como político e COMISSIONADOS com as regalias dessas funções como vemos muitos em exercício no governo, magistratura e legislatura quem sabe não é.