Vereadora evangélica acusa colega do PSDB de atacá-la sexualmente na Câmara de Curitiba

galdino_preso_carlaA vereadora Carla Pimentel (PSC), da Bancada Evangélica na Câmara Municipal de Curitiba, na manhã desta quarta (14), denunciou que foi atacada “física e sexualmente” pelo também vereador Professor Galdino (PSDB). Abaixo, assista ao vídeo.

A parlamentar publicou um vídeo nas redes sociais denunciando a agressão que teria sofrido do tucano. Ela registrou Boletim de Ocorrência na Delegacia da Mulher contra o colega de parlamento.

“Fui agredida física e sexualmente por um louco”, desabafou a Carla Pimentel. “Ele foi detido e nós não podemos deixar as mulheres apanhando”, discursou quando chegava na Delegacia.

Ao menos seis vereadores presenciaram o quiproquó e se dispuseram testemunhar contra o vereador do PSDB.

O vereador Paulo Rink (PR) afirmou que viu Galdino pular em cima da vereadora evangélica: “… passou a mão na cara dela, nos seios dela e desceu a mão até lá em baixo”.

Galdino, por sua vez, disse que todos eles são seus adversários políticos e estão desesperados [por votos] nas vésperas das eleições.

O entrevero teria começado por causa de um “santinho” de propaganda eleitoral do vereador tucano.

A vereadora Carla Pimentel recebeu solidariedade dos candidatos a prefeito Ney Leprevost (PSD) e Requião Filho (PMDB).

O PSDB integra a ‘Coligação Curitiba Inovação e Amor’ liderada pelo candidato Rafael Greca (PMN).

Abaixo, assista ao vídeo postado pela vereadora agredida:

Comentários encerrados.