Veneri tem “herdeiro” em Curitiba

O bancário e candidato a vereador André Machado, do PT, consolidou-se como uma espécie de “herdeiro” político do deputado e candidato a prefeito de Curitiba Tadeu Veneri — também da mesma casa bancária, o Banco do Brasil.

Na semana que passou, Machado reuniu cerca 600 pessoas em evento político num momento em que quase ninguém consegue reunir para discutir… política.

“O Brasil vive tempos difíceis e precisamos acreditar na mudança. Mas, mais do que isso, precisamos de força e coragem para resistir aos ataques aos direitos trabalhistas e às conquistas sociais”, foi o recado do novo “Tadeuzinho”, isto é, de André Machado.

Os queridinhos noutras coligações

Não é só Machado que virou o “queridinho” da torcida pró-Tadeu e pró-PT. Noutras coligações também ocorre o mesmo fenômeno.

No PDT, por exemplo, o advogado Mesael Caetano dos Santos, o Advogado dos Pobres, é o preferido do prefeito Gustavo Fruet, que disputa a reeleição. Além de vídeos, fotos, Guga tem prestigiado como pode e não pode o advogado dos mais necessitados.

Na coligação de Ney Leprevost (PSD), o sindicalista Messias da Silva (PCdoB), o Obama das Araucárias, tem o decidido apoio do candidato e da principal liderança com base social, Paulo Rossi, presidente da União Geral dos Trabalhadores (UGT).

O advogado e especialista em multas, Marcelo Araújo (PSC), colunista deste site, igualmente tem a preferência de outro “colunista licenciado” — Rafael Greca (PMN), que tenta voltar à Prefeitura de Curitiba depois de 20 anos.

Paikan Mello Silva (PMDB) é primo do candidato Requião Filho (PMDB). Estreia na política com a grife da família do senador Roberto Requião, portanto. Aliás, Requião Filho, assim como Greca, é “colunista licenciado” deste site.

Na horizontalidade do PSOL, Bernardo Pilloto e Professora Ângela — que se notabilizou pela foto do massacre do dia 29 de abril — são os nomes principais da candidata Xênia Mello.

andre_tadeu_nasser

2 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Apoioado,

    Tdeu Veneri, é d+.
    Voto nele com certeza!
    Defendeu o povo, me defendeu, tamo junto.

  2. Vamos ver quais destes se elegem! Façam suas apostas!