“PSDB repudia agressão à vereadora, mas bater em professor pode!”

psdb_agressao_professoresJustíssima a posição do PSDB de Curitiba, que reprovou a agressão do vereador Prof. Galdino a também vereadora Carla Pimentel (PSC). Mas é lamentável que o partido não tenha tomada a mesma atitude contra o governador Beto Richa (PSDB), que, em 29 de abril de 2015, ordenou o massacre de 213 professores no Centro Cívico.

O presidente da legenda tucana na capital, Juraci Barbosa Sobrinho, portanto, foi seletivo ao emitir uma carta anunciando que adotará sanções disciplinares contra o parlamentar curitibano.

O texto que Sobrinho enviou à Câmara Municipal de Curitiba caberia como se fosse uma luva para o governador Beto Richa: “… o PSDB de Curitiba repudia não só a falta de decoro, mas principalmente as agressões físicas, especialmente contra mulheres…”.

Dois pesos, duas medidas. O correto seria punir Galdino e punir Richa.

A tropa de choque do candidato Ney Leprevost (PSD) não perdeu a oportunidade de produzir um “meme” parodiando o adversário Rafael Greca (PMN), que tem o apoio do PSDB de Richa e Galdino.

“PSDB repudia agressão à vereadora, mas bater em professor pode! Volta Agressão!”, diz o meme.

Ah, o que chamou a atenção na nota do PSDB é o fato que Prof. Galdino nem é candidato à reeleição. Segundo o presidente da agremiação, o vereador não obteve legenda na convenção municipal.

Abaixo, leia a íntegra da nota do PSDB de Curitiba:

Excelentíssimo Senhor Presidente da Câmara Municipal de Curitiba

Venho, com os melhores cumprimentos, na condição de Presidente da Executiva do PSDB de Curitiba, encaminhar a Vossa Excelência nota de AGRAVO aos lamentáveis fatos noticiados pela imprensa local nessa manhã, que envolvem diretamente o Vereador Prof. Galdino.

Afirmo com veemência que o PSDB de Curitiba repudia não só a falta de decoro, mas principalmente as agressões físicas, especialmente contra mulheres, motivo pelo qual já determinei ao Conselho de Ética do Diretório Municipal a abertura de processo disciplinar para apurar os fatos, que, se confirmados, resultarão na expulsão do filiado infrator.

Informo também que o PSDB Mulher já encaminhou à Presidência da Comissão Executiva requerimento de apuração dos fatos e aplicação de sanções disciplinares ao Vereador.

Por fim, esclareço que o Vereador Prof. Galdino NÃO É CANDIDATO ao pleito de 2016, uma vez que não obteve legenda na convenção municipal, e não pode ser confundido com o candidato Edu Galdino.

Cordialmente,
Juraci Barbosa Sobrinho
Presidente PSDB Curitiba

Comentários encerrados.