‘Fruet vai sair da Prefeitura por falta de capacidade de decisão’, prevê senador Requião

O senador Roberto Requião (PMDB) intensificou na reta final do 1º turno a pancadaria contra o prefeito Gustavo Fruet (PDT), que tenta a reeleição, e Rafael Greca (PMN), que tenta voltar à Prefeitura de Curitiba depois de 20 anos.

Em vídeo publicado nesta terça (27), o pai do candidato Requião Filho (PMDB) afirma que Greca mudou não só por dizer que tem nojo de pobre. Segundo o peemedebista, o ele [Greca] mudou porque se incorporou ao grupo do governador Beto Richa (PSDB) e do ex-prefeito Luciano Ducci (PSB) que tanto combatia e denunciava.

“Ele está vinculado ao grupo que pagou escola que não foi construída; que já tem o primo [do Beto] condenado por manipulação da manutenção de carros da Polícia Militar; ele entrou nesse jogo, que está vinculado transporte coletivo, dessa sujeira toda que tomou conta do Brasil”.

Além do horror à pobreza, o maior defeito de Greca é a aliança com o grupo completamente desmoralizado na política brasileira — ligado a transporte coletivo, empreiteiro e desvio de dinheiro público.

“Gustavo Fruet vai sair da prefeitura como um homem sério. Mas faltou capacidade de decisão e atitude”, critica.

Ao final do vídeo, o senador pede voto para Requião Filho em 2 de outubro.

“Então, o PMDB lançou meu filho Maurício Requião, o Requião Filho”, diz o parlamentar que emenda: “A minha gestão, na Prefeitura de Curitiba, foi considerada a melhor do Brasil”.

Requião foi prefeito de Curitiba entre os anos 1986 e 1989. No ano seguinte, em 1990, foi eleito pela primeira vez governador do Paraná.

requiao_2016

Comentários encerrados.