Blog do Esmael

A política como ela é em tempo real.

Boca de urna da ‘Lava Jato’ é o destaque nas eleições 2016

correia_doria_moroA três dias do decisivo encontro do eleitor com a urna pode-se dizer com segurança que o destaque destas eleições são o juiz Sérgio Moro e sua operação Lava Jato. Nunca antes na História o judiciário fizera “boca de urna” tão descaradamente contra um partido, no caso o PT, nem o TSE fora tão omisso.

Além de indiciamento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e de seus familiares, a Lava Jato também prendeu os ex-ministros da Fazenda Guido Mantega e Antônio Palocci com base em “convicções” — não em contundentes provas.

Trata-se de uma patifaria judiciária contra o Estado Democrático de Direito que tenta completar o golpe de Estado ocorrido em 31 de agosto. Deposto o governo petista, liderado pela presidente Dilma Rousseff, procura-se agora legitimação das urnas para arrancar direitos dos trabalhadores e garantias constitucionais de saúde e educação para o povo.

O deputado Rogério Correia (PT-MG), em vídeo disparado nas redes sociais, afirma que o golpe parlamentar-jurídico-midiático continua a passo largos rumo ao Estado de exceção.

“Em véspera de eleição, apenas o PT é perseguido. Eles dizem ‘investigado’, mas a palavra certa é perseguido. Todos os [demais] partidos, nada, nada, nada é investigado — apesar de todas as denúncias”.

Segundo o parlamentar, o STF fecha os olhos e o MPF — junto com os procuradores da Lava Jato e o juiz Sérgio Moro — fazem o cerco da pauta conservadora. Para Correia, todas as redes de televisão repercutem o que eles querem: enfraquecer o Partido dos Trabalhadores, infringir uma derrota eleitoral e, a partir daí, partir para cima dos trabalhadores no pós-eleição.

“O congelamento por 20 anos das verba de educação e saúde; terminar com o direito de aposentadoria e outros programas sociais”, diz o deputado ao denunciar a boca de urna ilegal da Lava Jato.

Abaixo, assista ao vídeo do deputado Rogério Correia:

Comentários desativados.