A prova da partidarização da Lava Jato; assista

Surgiu a prova em vídeo da partidarização da Lava Jato. Nele, o ministro da Justiça Alexandre Moraes fala em nome da Operação e antecipa a ação da PF que prendeu hoje o ex-ministro Antônio Palocci.

Neste domingo (25), o Blog do Esmael matou a charada ao desvendar o uso político da Lava Jato para favorecer o PSDB nas eleições municipais.

O vídeo foi postado n’O Antagonista, que, pelo jeito, também já atirou Moraes às feras.

O site de direita funciona como porta-voz informal do ilegítimo Michel Temer (PMDB).

Ou seja, o ministro da Justiça é uma espécie de Rafael Greca — candidato do PMN à Prefeitura de Curitiba – do traíra Temer. Tal qual Moraes, Greca foi vítima da própria língua ao dizer que vomitou com cheiro de pobre.

alexandre_moraes

15 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Cala a boca Ismael, o pior cego é aquele que não quer enxergar!!!

  2. É muita imaginação ver no vídeo qualquer comprometimento ou ilegalidade na operação. Mas o mais engraçado é que do fato em si, do ladrão e corrupto Palocci, ninguém fala nada pra defender.

  3. Em que pedaço ele diz que o Palocci vai ser preso? O poder de interpretação do blogueiro progressista é sensacional!

  4. Nos últimos 13 anos, quem mandou e demandou nos cofres federais foi o PT. Nada mais natural que a maior quantidade de envolvidos seja relacionada com esse partido. Até porque, quem tinha, na esfera federal, poder de barganha, era o partido do governo. Podem ficar tranquilos que se funcionar para o PT, vai funcionar para os outros. Outra coisa que os PTelhos precisam entender é que nem tudo vai para o Moro, nem tudo é investigado pela força-tarefa do MPF da Lava Jato. O problema de vocês é acreditarem que os petistas são inimputáveis, vocês querem ter bandidos de estimação, vocês são engraçados….Aproveitando, entendam também que ser a favor da prisão do vagabundo do Palocci, não significa querer que o vagabundo do Aécio esteja solto. A cabeça que funciona assim é a de vocês por orientação da plenária seccional interestadual do PT, decidida em assembleia geral ordinária extraordinária.

  5. Fiz questão de assistir duas vezes o vídeo para ver em que trecho pode ser concluir qua houve a tal “partidarização”. Confesso que a única coisa que vi foi um ministro que está acompanhando as ações da polícia, até porque é ministro da justiça, e comprometido no combate a corrupção assim como o grupo que abordou o ministro para pedir seriedade e empenho com relação as operações. Qualquer que seja o fato, isto não inocenta o preso.

  6. Tudo bem ele ser preso se merecido, mas que o PSDB também seja investigado!

  7. É verdade que esse ministro já defendeu bandido do PCC? Se já defendeu, não deve ser criticado por isso. Todos, até os bandidos do PCC, o dono do helicóptero com meia tonelada de cocaína, o Aécio, o Serra, qualquer um suspeito tem direito à defesa de um advogado.

  8. Se o lular for tomar banho no rio…esmael tem que tomar cuidado pra nao se afogar…

  9. A questão é que Aécio Neves por não ter ganho a eleição nas urnas roubou na mão grande,e não podemos deixar isso acontecer,ai vamos estar perdidos de vez,eles são tão pilantras e mostram na cara dura aliados a Collor,este sim um ladrão estelionatário de mão cheia e nunca foi preso,porque será?A culpa foi do Lula também kkkkkkkk

    • Você sabe que tanto aecio como Collor são senadores e tem o maldito foro privilegiado, invés de ficar cobrando atitude impossível da lava jato contra corruptos blindados, faça campanha pela reforma política e fim dos privilégios, sem privilégios desonestos não mais concorrerão,.

  10. Kkkkkk, Esmael já é muito mais comediante que o finado Gregório Duviver. Pode ir para a Praça já. Chola mais que tá pouco!

  11. Claro que a Lava Jato é partidarista, seletiva como queiram, como falam, como justificam, como esperneiam.
    Os caras que roubaram são mesmos dos partidos que estão fornecendo os presos, ou seja, PT, o mais “perseguido”, com os seus tesoureiros, os seus ministros de fazenda, os “diretores” indicados políticamente para servirem de ponte entre a Petrobrás e os partidos beneficiados – PT, PMDB, PP, por ai.
    Tá dodói, gente?

    • Números da mega ele diz também?

      E os índices de popularidade desse governo ilegítimo com tanta “REFORMA” do qual ele acerta também?

      QUERO VER PASSAR ESSAS REFORMAS DA PREVIDÊNCIA E DO ENSINO MÉDIO: SINDICATOS NOSSA ÚNICA ESPERANÇA, NÃO NOS ABANDONEMMMMM! ESPERO!

      PQ SENÃO VOU PRA MADAGASCAR.

    • O Parreiras foi assessor parlamentar (vulgo cabo eleitoral) de deputado do PSDB. Fácil compreender a posição e os argumentos de um tucanalha. Pergunta pro Parreiras o que ele acha da denúncia fresquinha que a mesma empresa suspeita de ter pagado propina pro Palocci (Odebrecht) também é suspeita de ter pagado propinas (uma de R$ 2 milhões e outra de quase R$ 30 milhões) em função de contratos com o governo tucano de São Paulo. Ninguém está aqui defendendo corrupto, estamos defendendo o tratamento equânimo de todos os corruptos, inclusive daqueles que pertencem ao partido do sr. Parreiras.

      • A figura do assessor parlamentar existe em todos os parlamentos do mundo inteiro. Na câmara de vereadores de Inajá e na dos comuns, na Inglaterra. Existe em órgãos dos poderes Executivo e Judiciário também. São os funcionários encarregados do relacionamento com o Executivo. Além do deputado Luiz Accorsi, tive honra em prestar serviços também, aos ex-deputados Valter Pietrângelo, Nilso Sguarezi, Osvaldo Macedo e Luiz Henrique Bona Turra. Verifique-se que, com exceção do último, todos os demais eram ideologicamente alinhados com a Esquerda, não essa sua, Marques, ladrona e safada. A sua insistência em justificar a roubalheira desenfreada, incalculável e toda às escancaras com a mesma prática por parte de outros partidos, não se sustenta a partir do momento em que o seu putrefacto e insepulto PT subiu ao Olímpo enganando a população brasileira, acenando-lhe com a bandeira do Xô, Corrupção.