Gleisi Hoffmann: Um ano sem CLT; menos direitos, menos empregos