Se passar o impeachment, maldades de Temer vão desagravar Dilma e PT nas eleições

temer_fatura_golpeSe o interino Michel Temer (PMDB) for confirmado no cargo, no dia seguinte chega a fatura para liquidar direitos trabalhistas e sociais.

Aliás, os abutres do “mercado” já impõem a agenda a Temer antes mesmo da consumação do golpe.

Em almoço com 11 líderes partidários da Câmara, nesta segunda (22), o interino adiantou a pauta do pós-impeachment: aumento de idade para 70 anos na aposentadoria, fim do 13º salário, fim das férias, revogação da CLT, congelamento de salários e de investimentos na saúde e educação, absolvição de Eduardo Cunha (PMDB-RJ), privatizações, dentre outras.

O pacotaço de maldades de Michel Temer vai desagravar a presidente eleita Dilma Rousseff e restaurar o PT e aliados ainda nas eleições municipais de outubro.

Os mais otimistas acreditam em “guerra civil” contra o golpe de Estado e deposição dos golpistas à força.

Comentários encerrados.