Ministro trapalhão da Saúde leva sabugada da própria filha; assista ao vídeo

vic_ricardo_cidaA pré-candidata à Prefeitura de Curitiba, Maria Victória (PP), filha do ministro trapalhão da Saúde, Ricardo Barros, deu uma sabugada no pai ao contestá-lo sobre a afirmação de que os homens procuram menos serviço médico por “trabalharem mais do que as mulheres” e serem provedores do lar. Abaixo, assista:

Vic, como é conhecida a filha do ministro, discorda do machismo do pai, mas concorda com o resto. Ela, por exemplo, é contra o bolsa família e — possivelmente — contra o Sistema Único de Saúde. O assunto deverá vir à baila durante a campanha eleitoral.

A pré-candidata pode estar equivocada quanto ao desprezo pelas políticas públicas, mas marcou um gol pela espiritualidade de puxar a orelha do pai — o “Leitão Vesgo” (que mama numa teta de olho noutra, segundo André Vargas).

A desastrosa declaração poderá render o pedido de impeachment do ministro Ricardo Barros por servidores e usuários do SUS.

Abaixo, reproduzo matéria publicada no Brasil 247:

Ministro trapalhão da Saúde leva bronca da própria filha

O ministro da Saúde, Ricardo Barros, levou uma bronca da própria filha, Maria Victória, por ter dito que os homens procuram menos o atendimento médico por “trabalharem mais do que as mulheres”.

“Pai, logo o senhor que tem duas mulheres como nós em casa, a vice-governadora do Estado do Paraná, Cida Borghetti, e eu, deputada estadual. Trabalhamos tanto quanto o senhor”, disse ela, que é deputada estadual.

“Por mais que haja dados absolutos de que haja maior número de homens no mercado formal de trabalho, o IBGE afirma que as mulheres trabalham em média cinco horas a mais do que os homens. Portanto, uma jornada de trabalho mais longa. E não precisa de dados para mostrar o quanto as mulheres trabalham nesse Brasil inteiro. Depois de trabalhar o dia inteiro fora de casa, as mulheres ainda precisam trabalhar em casa, a chamada jornada dupla. Não é isso, mulherada?”, questionou.

Comentários encerrados.