Blog do Esmael

A política como ela é em tempo real.

Lewandowski dá uma de “leitão vesgo”: um olho no impeachment e outro no aumento do salário dos juízes

lewandowski_leitao_vesgoO presidente do Supremo, Ricardo Lewandowski, para usar uma expressão do ex-deputado André Vargas, está dando uma de “leitão vesgo*” que mama numa teta de olho noutra. Ou seja, o magistrado põe um olho no golpe contra Dilma Rousseff e outro no aumento do salário para os ministros do STF.

Lewandowski está mais para presidente de sindicato, que tem a função de obter melhores rendimentos para a sua corporação, do que para ministro da Corte Máxima. Aliás, a respeito disso, o pensador italiano Antonio Gramsci (1891-1937) cravou que o corporativismo nada mais é do que a expressão coletiva do individualismo.

Será que o ministro do STF vai condicionar o afastamento de Dilma a reajuste salarial, tipo uma mão lava outra e duas lavam a bunda? Não seria mesquinho golpear a democracia em troca de um benefício pessoal ou mesmo corporativista?

Nas famigeradas gravações de Sérgio Machado, ex-presidente da Transpetro, que vieram à luz em maio, o presidente do Senado Renan Calheiros (PMDB-AL) conta que Dilma teria reclamado que queria discutir com o presidente do STF uma saída para o Brasil, mas, de acordo com o relato de Renan, “o Lewandowski só veio falar de aumento, isso é uma coisa inacreditável”.

Veja só, caro leitor, até o PSDB reclama da pressão presidente do STF por aumento de salário! Até o site chapa-branca O Antagonista grita “Que vergonha, Lewandowski” [!!!].

*Originalmente, o apelido de “leitão vesgo” foi dado por Vargas ao deputado Ricardo Barros (PP), atual ministro da Saúde, por questões óbvias.

Comentários desativados.