Por Esmael Morais

Em nota, Greca diz que teve a aposentadoria autorizada pelo próprio Fruet

Publicado em 15/08/2016

“A cessão ao Senado Federal foi devidamente autorizada pelo gabinete do prefeito Gustavo Fruet, como demonstram os documentos em anexo assinados pelo secretário de Governo, Ricardo MacDonald Ghisi e pelo presidente do IPPUC, Sérgio Povoa Pires, no uso das suas atribuições, sem ônus para o Poder Executivo”, contestou Greca.

A polêmica veio à tona na manhã de hoje, depois de o jornal Folha de S. Paulo cravar que a primeira-dama Márcia Oleskovicz seria “fantasma” no Ministério da Indústria. Fruet viu o dedo de Greca nessa denúncia.

Seguindo a Lei de Tailão, que prevê reciprocidade no castigo (dente por dente, olho por olho), a entourage de Fruet acusou o ex-prefeito de ser “fantasma” no Senado. Mais: o secretário de Governo, Ricardo Mac Donald, avisou que ingressará na Justiça para cassar a aposentadoria de Greca.

Abaixo, a reprodução da íntegra da nota e dos documentos enviados por Greca ao Blog do Esmael:

“O pedido de aposentadoria do candidato Rafael Greca foi protocolado em abril de 2015, de acordo com a legislação vigente.

“Após minuciosa análise por parte do IPMC – setores Técnico e Jurídico – o pedido foi deferido a partir de 1º. de janeiro de 2016, através da portaria 12 / 2016, assinada pelo presidente do IPPUC, Sérgio Povoa Pires, em 19 de janeiro de 2016.

O candidato foi aposentado como Engenheiro Civil, padrão 4067, referencia XVI, com o salário bruto mensal de R$ 10.315,43, conforme consta no processo 08-002047/2015.

A cessão ao Senado Federal foi devidamente autorizada pelo gabinete do prefeito Gustavo Fruet, como demonstram os documentos em anexo assinados pelo secretário de Governo, Ricardo MacDonald Ghisi e pelo presidente do IPPUC, Sérgio Povoa Pires, no uso das suas atribuições, sem ônus para o Poder Executivo.

Portanto, diante das informações mencionadas, o processo de aposentadoria do candidato Rafael Greca encontra-se amparado pelo artigo 82, inciso VI, da Lei Municipal 1656, de 1958 (Estatuto do Servidor Público de Curitiba), e pelo artigo 93 da lei federal 8.112/90, que dispõe sobre Regime Jurídico dos Servidores Públicos da União, que é usado de forma subsidiária.”

Veja os documentos sobre a aposentadoria de Greca:

greca_aposentadoria_prefs