Em nota, Greca diz que teve a aposentadoria autorizada pelo próprio Fruet

greca_fruetO candidato Rafael Greca (PMN), em nota, afirmou nesta segunda (15) que teve a aposentadoria deferida pelo gabinete do próprio prefeito Gustavo Fruet (PDT).

“A cessão ao Senado Federal foi devidamente autorizada pelo gabinete do prefeito Gustavo Fruet, como demonstram os documentos em anexo assinados pelo secretário de Governo, Ricardo MacDonald Ghisi e pelo presidente do IPPUC, Sérgio Povoa Pires, no uso das suas atribuições, sem ônus para o Poder Executivo”, contestou Greca.

A polêmica veio à tona na manhã de hoje, depois de o jornal Folha de S. Paulo cravar que a primeira-dama Márcia Oleskovicz seria “fantasma” no Ministério da Indústria. Fruet viu o dedo de Greca nessa denúncia.

Seguindo a Lei de Tailão, que prevê reciprocidade no castigo (dente por dente, olho por olho), a entourage de Fruet acusou o ex-prefeito de ser “fantasma” no Senado. Mais: o secretário de Governo, Ricardo Mac Donald, avisou que ingressará na Justiça para cassar a aposentadoria de Greca.

Abaixo, a reprodução da íntegra da nota e dos documentos enviados por Greca ao Blog do Esmael:

“O pedido de aposentadoria do candidato Rafael Greca foi protocolado em abril de 2015, de acordo com a legislação vigente.

“Após minuciosa análise por parte do IPMC – setores Técnico e Jurídico – o pedido foi deferido a partir de 1º. de janeiro de 2016, através da portaria 12 / 2016, assinada pelo presidente do IPPUC, Sérgio Povoa Pires, em 19 de janeiro de 2016.

O candidato foi aposentado como Engenheiro Civil, padrão 4067, referencia XVI, com o salário bruto mensal de R$ 10.315,43, conforme consta no processo 08-002047/2015.

A cessão ao Senado Federal foi devidamente autorizada pelo gabinete do prefeito Gustavo Fruet, como demonstram os documentos em anexo assinados pelo secretário de Governo, Ricardo MacDonald Ghisi e pelo presidente do IPPUC, Sérgio Povoa Pires, no uso das suas atribuições, sem ônus para o Poder Executivo.

Portanto, diante das informações mencionadas, o processo de aposentadoria do candidato Rafael Greca encontra-se amparado pelo artigo 82, inciso VI, da Lei Municipal 1656, de 1958 (Estatuto do Servidor Público de Curitiba), e pelo artigo 93 da lei federal 8.112/90, que dispõe sobre Regime Jurídico dos Servidores Públicos da União, que é usado de forma subsidiária.”

Veja os documentos sobre a aposentadoria de Greca:

greca_aposentadoria_prefs

7 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Li toda a “documentaiada”, mas não me detive muito, só que faltam
    elementos para avaliar o período de contribuição à previdência feito
    pelo sr. Greca.
    Tem como por no prato e provar por x = y que as comndições
    pra aposentadoria requeridas, foram cumpridas pelo Greca?
    O povo e os concorrentes querem saber.

  2. Caro Marcelo.
    Com muito orgulho sou da República de Curitiba. Não curto perfumaria nem ilusionismo. Gosto sim de uma cidade limpa, tranquila, ordeira e exemplo para o Brasil e para o mundo. Muito diferente da que temos agora, invadida por vermelhos com foices e martelos, se auto intitulando salvadores da pátria. Na verdade, salvadores do próprio bolso, senão vejamos os encarcerados que mandavam em vocês.
    Como curitibanos, queremos novamente nossa cidade limpa e melhor. Com transporte coletivo de qualidade, bons postos de saúde e escolas municipais que bem acolham nossos filhos.
    Neste quadro, só vejo um candidato capaz de tornar Curitiba a velha e boa Cidade Luz. Rafael Greca! Esse sim sabe tudo da República de Curitiba.

  3. Essa campanha vai ser uma viadagem só, o greca atacando o pobre coitado e incompetente fruet , o fruet e sua trupe atacando o greca amiguinho do beto lixo; enquanto eles se xingam e mostram papéis de papel higiênico a documentos o requiãojr e o ney vão comendo pelas beiradas e podem um deles ir para o segundo turno. o eleitor conservador da república de curitiba não gosta de baixaria gosta sim de perfumaria e de ilusionismo .

  4. Rapais, só porque o cara é engenheiro, e candidato agora, não pode aposentar?
    ainda mais porque é oposição política? que idéia … se está tudo certo, dentro da normalidade é direito dele, já contribuiu, já cumpriu seus direitos previdenciários …

  5. Safadão!!

  6. Legal do ponto de vista técnico-jurídico, mas imoral !

    Como professor trabalhei 32 anos ( sem nenhuma falta) para aos 60 , mesmo com mestrado, me aposentar com bem menos.

    Gostaria de ver assinatura em livro de presença no senado do Sr. em questão…

    • Deveria ter feito engenharia e prestado concurso publico professor!
      Por pior que o senhor considere, a aposentadoria dele está dentro da lei.
      A lei quem fez não foi ele.
      Depende onde o senhor trabalhou durante todo esse tempo.
      Não interessa o senhor trabalhar 50 anos num lugar ganhando salário mínimo que não vai se aposentar com valor maior que isso.
      Boa aposentadoria!