Em Curitiba, Fruet escolhe vereador do PV para a vice; veja quem serão os 7 demais

salamuni_fruetO vereador Paulo Salamuni, do PV, foi o escolhido pelo prefeito Gustavo Fruet (PDT) para acompanhá-lo na chapa de reeleição.

Se se confirmar o quadro, a disputa pela Prefeitura de Curitiba terá oito candidatos. Nas eleições de 2012 e 2008, também se inscreveram 8.

Também definiram seus companheiros de chapa os seguintes candidatos:

Maria Victória (PP): Luciano Pizzatto (PRTB)

Xênia Mello (PSOL): Rodolfo Jaruga (PSOL)

Ademar Pereira (PROS): Porfírio Vengue (PROS)

Rafael Greca (PMN): Eduardo Pimentel Slaviero (PSDB)

Requião Filho (PMDB): Jorge Bernardi (REDE)

Ney Leprevost (PSD): João Guilherme (PSC)

Tadeu Veneri (PT): Nasser Ahmad Allan

Entretanto, até agora, somente duas candidaturas foram registradas no TSE: Requião Filho (Coligação Curitiba Justa e Sustentável) e Xênia Mello (Frente de Esquerda).

9 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. FALTOU O FUTURO PREFEITO, GUSTAVO E PAULO S., TODOS CONTRA O GUSTAVO, SABE PORQUE É MELHOR COM CERTEZA GUSTAVO.

  2. O vice do Gustavo (Paulo Salamuni) que tanto se vangloria por ter devolvido milhões à Prefeitura, como se isso fosse passe para ser um bom gestor. Pois, contribuiu significativamente pro sucateamento do Legislativo, em todos os sentidos. Além do mais, conseguiu conquistar a antipatia (pra não falar ódio) dos servidores.
    Boa sorte Fruet, vc vai precisar caso se reeleja. Conselho: não viage muito.
    Boa sorte aos servidores da Prefeitura, com Fruet e Salamuni vocês terão um Secretário de Recursos Humanos, indicado pelo vice, que entende de administração que é uma beleza, atual diretor geral da câmara.
    Os servidores da câmara estão em festa.
    Tchau Satamuni! Tchau DG!!! Tchau Aninha!!!

  3. Salamuni não agrega votos, teria dificuldades para se reeleger vereador. O partido PV é nanico. Péssimo gestor, sua presidência foi desastrosa para a Câmara Municipal de Curitiba. Cerca-se de auxiliares ainda mais medíocres que ele, como o sr Luiz Debiázio.

  4. Os funcionários da Câmara Municipal de Curitiba estão em estado de êxtase pela indicação do Salamuni de vice , estão dando gracas as Deus por se livrarem do pior Presidente da história do Legislativo de todos os tempos, título este que ate então pertencia a outro Vereador indicado como vice do Requião, Jorge Bernadi. É uma grande vitória sai os dois de uma vez só

  5. Marcelo, excelente texto.
    Nesses últimos quatro anos, o Salaminho só faltava usar um Bóton “assessor de Fruet”. Todas as vezes que assisti as sessões, tive essa impressão.
    O procurador de saco, na sexta feira, véspera das eleições de 2012, foi lá na prefeitura, passou em nosso setor para pedir votos. Porém achamos que era para ser vereador, não assessor. Para assessor ele não precisa dos votos da população, precisa só de um decreto de nomeação. Agora para 2017 vai ficar sem mandato. Pisou na bola duas vezes.

  6. Nós, escoteiros do Colégio Medianeira estamos muito preocupados com essa informação. O que vai fazer o vereador de profissão em 2017. Esse projeto está destinado ao fracasso. Ahhhh sim, me falaram, ele é procurador afastado de carreira da prefeitura. ..Vai ficar enchendo o saco do próximo prefeito.

  7. ”Que decadência do “gustavo” escolher o salamuni é fim de carreira não pelo salamuni que implorava para ser vice mas pela falta de opção e de ninguém querer ser vice. E usar gustavo na campanha é o mesmo erro do ducci que era uma bosta usou na campanha o fruet ficou marcado e para enganar os eleitores leigos pensando que estão votando em um candidato gustavo não o fruet.

  8. Quando eu estive na Câmara Municipal para falar do Uber, eu dei uma informação que foi encarada como ‘denúncia’. Não foi uma denúncia, foi um fato, o de que o Advogado pessoal do prefeito é também Advogado do Uber em Curitiba. Não era denúncia porque tem procuração em curso do prefeito em favor do Advogado, em caso pessoal, e no qual advogo para a parte contrária, bem como o Advogado postou que era advogado do Uber, ou seja, não era denúncia e sim relato de um fato concreto, mas aparentemente conflituoso. O Salamuni perdeu as estribeiras, interrompeu, cacarejou feito galinha, levando ao limite de ter que pedir para ele CALAR A BOCA. Salamuni já era vereador por profissão, e realmente na minha cabeça ele continuaria sendo. Agora ficou clara a forma como ele deixará a Câmara Municipal, e certamente não será para ser vice-prefeito, e sim para uma merecida aposentadoria. Ele pediu para eu sair, agora ele vai sair!

    Ele vai repetir a história do João Cláudio Derosso, que como Vereador se eternizaria, mas ao inclinar seu desejo ao Executivo iniciou o fim. A história se repete. O declínio do edil que não respeita as pessoas que falam no parlamento, ele que não silencia, será silenciado.

    Mas não haveria melhor forma de oficializar um casamento que já vem de anos. Quando eu mandei o Vereador calar a boca eu não sabia que minhas palavras estavam sendo ouvidas pelos céus, duas lebres com uma cacetada.