Alvaro Dias diz que votará pró-impeachment na quinta

alvaro_senadoO senador Alvaro Dias (PV-PR), em sua coluna desta quarta (3), adianta que votará favoravelmente amanhã (4), na comissão do impeachment, à admissibilidade do afastamento de Dilma Rousseff. Abaixo, leia, ouça, comente e compartilhe a íntegra do texto:

Download do áudio

Voto pró-impeachment assegurado

Alvaro Dias*

A Comissão Especial de Impeachment deve votar amanhã (4 de agosto) o relatório do senador Antônio Anastasia (PSDB/MG), favorável ao afastamento definitivo da presidente Dilma Rousseff. Apesar dos inúmeros depoimentos de testemunhas, nossa convicção não se alterou durante os debates travados na Comissão. O posicionamento adotado quando da admissibilidade do processo de impeachment se manteve e, obviamente, será preservado até o dia do julgamento definitivo, marcado para ter início no dia 29 de agosto.

Os defensores da presidente afastada anunciam que vão entrar com recursos para tentar excluir partes do relatório e adiar a votação, e também que vão apresentar votos em separado para se contrapor ao parecer de Antônio Anastasia. Mas, na minha opinião, são apenas mais alguns recursos protelatórios que têm o objetivo de atrasar o calendário de votação. Não vejo possibilidade de êxito. Será mais uma tentativa frustrada.

Na verdade, todos já conhecem a definição de votos dos membros da Comissão Especial de Impeachment. A tendência é a mesma desde o início do processo. São quinze votos para um lado, e cinco para outro. Ou seja, a maioria esmagadora é favorável ao impeachment. A presidente afastada está respondendo pelos seus atos e erros praticados durante o seu mandato, assim como o ex-presidente Lula, que virou réu em uma nova demonstração de que estamos vivendo uma nova fase da justiça brasileira.

É importante lembrar que a consequência dramática da crise foi plantada por um modelo espúrio de governança. O que se instituiu no Brasil foi um modelo balcão. Um balcão de negócios do compartilhamento do bem público, com siglas partidárias e setores da iniciativa privada, que resultou nesse grande escândalo de corrupção que a Operação Lava Jato vem desvendando. Por isso, nossa posição é irreversível. Somos favoráveis ao impeachment e esse voto é assegurado. Não há nenhum episódio que possa alterar.

*Alvaro Dias é senador pelo Partido Verde. Ele escreve nas quartas-feiras para o Blog do Esmael sobre “Ética na Política”.

Comentários encerrados.