Povo da Turquia rechaçou o golpe de Estado. Exemplos de resistência e luta para o Brasil?

temer_turquia_dilmaEm entrevista às redes de TV’s internacionais, o ex-presidente turco Abdullah Gül afirmou que “a Turquia não é um país da africa ou da América do Sul” onde golpes de Estados são possíveis.

Paralelamente à declaração, o povo nas ruas fazia o contragolpe, ou seja prendendo os golpistas e devolvendo o poder a quem realmente pertence.

Segundo o presidente Recep Erdogan, após a reação popular, a tentativa de golpe de Estado na Turquia foi derrotada.

A pergunta que não quer calar: a rechaça ao golpe na Turquia pode servir de exemplo para luta contra o golpe no Brasil? Sem entrar no mérito da qualidade do governo legítimo, a resposta é “SIM”.

O problema é que o PT puxa o freio de mão acerca das manifestações populares e os partidos, até mesmo os ditos de esquerda, conspiram a favor do golpe verde-amarelo em troca de boquinhas.

A tentativa de golpe militar nas cidades de Istambul e Ancara, na noite desta sexta-feira 15, deixou ao menos 265 mortos e 2.800 foram presos, dizem as autoridades turcas.

Abaixo, assista à entrevista do ex-presidente Abdullah Gül:

Leia também:

Com arquivamento de denúncia contra Dilma, senadores decretam o fim do impeachment

Comentários encerrados.