Osmar Dias, irmão de Alvaro, foi demitido por Temer do BB depois de defender plebiscito

osmar_diasO ex-senador Osmar Dias, presidente estadual do PDT no Paraná, foi “desligado” na sexta-feira (8) da vice-presidência do Agronegócios uma semana depois de defender a realização de plebiscito sobre o afastamento de Dilma Rousseff. O jornal Valor Econômico, no entanto, diz que o irmão do senador Alvaro Dias (PV-PR) pediu demissão por “motivos pessoais”.

Em sua última aparição em público, Osmar defendeu a realização de um plebiscito para decidir sobre o afastamento definitivo da presidente eleita Dilma Rousseff. “Tem que respeitar a população, a população está dizendo o que quer”, disse no sábado (2) o então vice-presidente do BB.

Pelo jeito, o interino Michel Temer (PMDB) não gostou das palavras ditas por Osmar contra o golpe. Há uma semana, no município de Ponta Grossa, o pedetista cobrou ainda seriedade do Senado na votação.

A reportagem completa do Valor está aqui.

Comentários encerrados.