Jorge Bernardi: Olimpíada, terrorismo e o “lobo solitário” de Curitiba

bernardi_rioO vereador curitibano Jorge Bernardi (REDE), em sua coluna deste sábado (23), vê aspectos positivos na prevenção de atentados terroristas. Ele enaltece o trabalho da PF que levou uma dezena à prisão durante a Operação Hashtag. No entanto, o colunista critica o interino Michel Temer (PMDB) que quer capitalizar um trabalho da PF. Bernardi ainda prevê impacto negativo no turismo nos Jogos Olímpicos. Abaixo, leia, ouça, comente e compartilhe a íntegra do texto:

Download do áudio

Olimpíada, terrorismo e o “lobo solitário” de Curitiba

Jorge Bernardi*

Não demorou muito e células terroristas ligadas ao Estado Islâmico surgem aqui no Brasil. A Operação Hashtag, deflagrada pela Policia Federal na última quinta-feira demonstra que, a exemplo da internet, do celular, do computador, do Pokémon Go, o terrorismo também está globalizado.

Lamentavelmente, Curitiba, a terra da Lava Jato, também é a sede do terrorismo internacional. Aqui começaram os preparativos e daqui é o chefe do grupo que pretendia cometer atos de terror durante os Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro, autodenominado grupo “Defensores da Sharia”. O Juiz do caso afirma que é cedo para apontar que o preso de Curitiba como líder da célula terrorista.

O Ministério Público Federal informa que vários dos integrantes do grupo já haviam feito o juramento de fidelidade ao Estado Islâmico, o bayat. O Ministro da Justiça, em entrevista coletiva, afirmou, de forma irresponsável, que as chances eram mínimas do grupo efetivamente agir durante as Olimpíada. A ação da polícia, do Ministério Público, e da justiça, no entanto, foi imediata. Nestes casos o que vale são os ditados: “melhor prevenir do que remediar” ou “o seguro morreu de velho”.

Países como Estados Unidos, França, Turquia entre outros estão pagando alto preço por não vigiar adequadamente estas células terroristas. As ações sugeridas pelo Estado Islâmico para terroristas isolados, como estes, conhecidos como “Lobos Solitários” vão desde acidentes de trânsito, como ocorreu recentemente em Nice, até a utilização de drones com explosivos, a envenenamento da água.

O governo de Michel Temer aproveitou a oportunidade para capitalizar mais esta notícia positiva. Os méritos são da Policia Federal, que há anos vem monitorando a internet para detectar crimes raciais, de pedofilia e de terrorismo. Os 10 suspeitos presos, de um total de 12, vão responder por organização criminosa e pela recente lei antiterror sancionada por Dilma Rousseff.

Infelizmente a prisão dos aprendizes de terroristas causaram enorme estrago na imagem do Brasil às vésperas da Olímpiada. As principais redes de notícias e jornais do mundo divulgaram a prisão dos terroristas assustando ainda mais os já temerosos turistas que se preparam para vir ao Rio de Janeiro. Dos males porém, o menor.

*Jorge Bernardi, vereador de Curitiba (REDE), é advogado e jornalista. Mestre e doutorando em gestão urbana, ele escreve aos sábados no Blog do Esmael.

Comentários encerrados.