Golpe de Temer já fechou mais de meio milhão de vagas de emprego só em 2016

temer_desempregoContrariando o “filósofo” deputado Tiririca (PR-SP), o interino Michel Temer (PMDB) está deixando o país muito pior do que estava. De acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho, já foram fechadas 531.765 vagas de empregos formais no primeiro semestre deste ano.

Os setores que mais demitiram em 2016 foram: comércio (253.855), indústria da transformação (139.927), serviços (123.799) e construção civil (114.099).

O ambiente de golpe e de incerteza jurídica impossibilitaram a abertura de novos negócios e, concomitantemente, a geração de novos empregos no país. É o pior resultado em 14 anos, segundo o Ministério do Trabalho.

Há coisa de duas semanas, o Blog do Esmael anotou que o governo golpista de Michel Temer avisou que a coisa ficaria ainda pior até dezembro deste ano, quando o número de desempregados no país saltará de 11 milhões para 14 milhões. Ou seja, 3 milhões de pais de famílias ficarão fora do mercado de trabalho. Ou ainda 15% (na época de FHC era de 12,6%).

As forças vivas da sociedade não podem alegar desconhecimento ou ignorância acerca do desemprego, pois em nenhum lugar do mundo o neoliberalismo criou sequer um único posto de trabalho. Pelo contrário. Tem a função de gerar “estoque” de mão de obra para maximizar os lucros do capital com a precarização dos salários.

Neste domingo, dia 31, será a hora do levante contra esse estado de coisas. Será o momento de os brasileiros exigirem uníssonos “Fora Temer, já”.

Comentários encerrados.