Blog do Esmael

A política como ela é em tempo real.

Dodói, ministros do STF não gostaram dos bonecos gigantes “SupremoLecos”

supremolecosO pedido do STF para que a Polícia Federal investigue a origem dos “Supremolecos”, os bonecos gigantes de Ricardo Lewandowski e Rodrigo Janot, é uma prova inequívoca que os ministros e o procurador-geral se acham deuses — acima do bem e do mal, intocáveis, cujas críticas não podem atingi-los porque não “são humanos” como nós.

Em ofício, o Supremo pede à PF para investigar os responsáveis pelos bonecos infláveis do ministro Lewandowski (Petralovski) e do procurador-geral da República Janot (Enganô), exibidos numa manifestação do movimento de direita “Na Rua”.

Como fica a liberdade de expressão, caro STF?

Os bonecos da presidente da República, Dilma Rousseff, e do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva podem sair às ruas?

Por que só os ministros do Supremo não podem receber críticas, se são personagens públicas?

A líder do movimento “Na Rua”, Carla Zambelli Salgado, mandou os ministros caçar o que fazer, pois ela exerceu seu direito constitucional. Ou seja, a moça mandou educadamente os membros da Corte Maior ler a própria Constituição, que deveriam zelar.

O Supremo argumenta que as manifestações extrapolaram (abusaram) da liberdade de expressão (sic): “Configuram, ademais, intolerável atentado à honra do Chefe desse Poder e, em consequência, à própria dignidade da Justiça Brasileira”, segundo trecho do documento. Nada mais ridículo.

Se ministros “dodói” não suportam a bola dividida — e só aceitam bajulações e mídia positiva –, ora que façam ballet.

Resumo da ópera: os juízes, vaidosos que são, não suportam críticas; a esquerda e a direita deveriam fazer mais bonecos “Supremolecos” para o Carnaval seguinte.

Com informações do blog do Jota.

Comentários desativados.