Ao vivo: CCJ julga recurso de Eduardo Cunha, que comparece à sessão

cunha_serraglioO deputado afastado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) compareceu à sessão da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ), que julga o seu recurso contra a decisão do Conselho de Ética e Decoro Parlamentar de recomendar a cassação do seu mandato. Abaixo, acompanhe ao vivo:

A CCJ tentará votar hoje o parecer em que o relator do caso, deputado Ronaldo Fonseca (Pros-DF), recomenda a anulação da votação final do Conselho de Ética, por entender que a forma como foi feita não está prevista no Regimento Interno da Câmara dos Deputados.

A luta de Cunha e do Palácio do Planalto — leia-se interino Michel Temer (PMDB) — é para postegar a decisão para o mês de agosto, após o recesso e a eleição do novo presidente da Câmara.

No último dia 7, Cunha renunciou à Presidência da Câmara.

Assista ao vivo:

Com informações da Agência Câmara.

5 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Deputado João carlos Bacelar, não sabe nem ler um texto com palavras juridicas, esse é o demonstrativo da nossa câmara de deputados, uma vergonha. Sinto muito.

  2. Que ótimo que meus temores foram infundados, e a votação do Conselho de
    Ética não foi anulada.
    Serraglio é uma vergonha para o Paraná.

  3. O delinquente foi lá para fazer pressão.
    Mas a panela estourou.
    Nem seu amiguinho Serraglio pode ajudar.
    Os Jagunços do AlibábáCunha estão com medo.
    Mas não é do Coronel.
    É do que acontecerá a eles se o coronel falar.
    Mas, como bandido não delata bandido, a carruagem segue, não é mesmo Min Teoria??????

  4. Se Cunha abrir a “caixa de ferramentas”, vão sobrar estilhaços para todo mundo.
    Vai ser tipo aquele peido que tá batendo na porta pra sair, mas você segura o
    “tcham”, ele se acalma, e você tem a impressão de que ele foi embora, mas na
    verdade você peidou pra dentro, pois estava em público, e apenas busca uma
    ocasião de fazê-lo sem tanta gente por perto.
    Mas ele tá lá junto com a merda toda, te contaminando, e ele e merda toda,
    uma hora terão que sair.
    A “deputaiada” vai segurar o Cunha, pois se o cassarem ou expulsarem, tem
    medo de serem expelidos junto com ele.
    Gostaria de comemorar o não acolhimento desse recurso hoje, mas não
    tenho ilusões a respeito disso.
    Esses são os termos mais amenos que encontrei para escrever sobre a nossa
    política, e sobre os nossos políticos.