Vem aí a “Lei de Responsabilidade das Estatais” do Paraná: concursados irão tomar lugar de políticos

Richa_Sanepar_CopelDeputados e funcionários de carreira de empresas estatais e mistas se movimentam nos bastidores da Assembleia para aprovar a Lei de Responsabilidade das Estatais do Paraná. Com isso, ocupantes de cargos comissionados — não concursados — terão de ser demitidos pelo governador Beto Richa (PSDB).

A lei alcançará os comissionados da Copel (e afiliadas), Sanepar, Cohapar, Fomento, Compagás, BRDE, Celepar, dentre outras companhias que abrigam políticos sem votos ou derrotados nas urnas.

A matéria já foi aprovada pelo Congresso Nacional e é extensiva ao Distrito Federal, estados e municípios.

O projeto aprovado veda, para os conselhos de administração, a indicação de ministros, dirigentes de órgãos reguladores, secretários de estado e município, titulares de mandatos no Poder Legislativo e ocupantes de cargos superiores na administração pública que não sejam servidores concursados. A proibição se estende ainda a dirigentes de partidos políticos.

Se levada a cabo, a Lei de Responsabilidade das Estatais será o maior projeto de desmame de tucanos e assemelhados que o governo Richa terá criado no Paraná em 8 anos.

20 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. I simply want to tell you that I am all new to blogging and site-building and seriously enjoyed this website. Very likely I’m want to bookmark your blog post . You actually come with impressive writings. With thanks for sharing your website page.

  2. I just want to mention I’m beginner to blogging and seriously loved you’re blog site. Probably I’m likely to bookmark your blog . You actually have amazing articles and reviews. Cheers for sharing with us your web site.

  3. Tem tamb3m aquele concursado para um cargo de nivel fundamental que, por ser bem relacionado, bem aparentado, mesmo nao tendo condiçoes tecnicas minimas sao agraciados com cargos de chefia. Senhoritas que nao sabem a diferença entre um prego e um parafuso e sao elevadas a condiçao de Chefe de manutençao, com salarinho de 9 pila. Ai eh bonito… Sera que este tipo de coisa esta lei tambem resolvera?

  4. Sou concursado e o que mais me deixa puto eh ver gente sem competencia exercendo cargos de chefia, posiçoes de mando. Quem tem qualificaçao, um cerebro e consequentemente senso critico e opiniao e jogado pra escanteio… Quando nao eh ainda perseguido. Incompetente nao gosta de ouvir a verdade.

    • Os “paraquedistas” que pousam nas estatais e em qualquer outro setor
      público, ainda batem no peito com orgulho e dizem:
      “Eu tenho uma ótima equipe”
      Ou seja: os funcionário concursados que fazem carreira, ainda são
      considerados como propriedade, e ainda são usados por políticos
      vagabundos, e seus vagabundos apariguados, como escada e/ou apoio
      para subirem e se manterem em seus cargos em “começão”
      O nosso conhecimento é sugado e usado por vagabundos.
      Quem trabalha e entende do negócio, se opinar contra, é ridicularizado
      e perseguido.

  5. Será que alguém acredita ??? o Beto tem a Assembléia nas mãos.

    Pago para ver !!

  6. E daí???
    Desde quando essas leis valem no Paraná?
    Um estada iminentemente tucano em seus três poderes.
    Afinal lá está a República de Curitiba.
    Então lá se fazem as leis.
    É o único lugar do Mundo em que um Juiz de primeira instância quebra um País e fica tudo por isso mesmo.
    viva o Brasil !

  7. Espero que eles consigam aprovar esta Lei, pois tem muito comissionado a décadas nestas estatais desde o tempo do velho PMDB de guerra e até agora não foram demitidos, enquanto isso, as pessoas que prestaram concursos que por coincidência ou não, sempre ocorrem em anos eleitorais, nunca são chamadas ou pior ainda aprovadas muitas vezes em exames de fezes diga-se avaliação médica.
    Eu em particular passei por uma experiência destas estatais, prestei concurso, fui classificado, mas nunca fui chamado para assumir o cargo pelo qual concorri. Depois de algum tempo, um amigo que já trabalhava lá na estatal que eu prestei concurso, me disse que um dos aprovados, era parente de um gerente. Fui conferir a veracidade e comprovei, só não tinha muito o que fazer. Afinal “pretou” concurso e foi aprovado. Só uma coincidência, já trabalha na estatal como CLT mas não concursado, agora é CLT, mas concursado e com as garantias que lhes é conferido, e também soube que outros que lá já estavam também foram aprovados, de fora, não soube de quem estava aprovado e efetivado no cargo.
    Só para registrar, que concurso nestas estatais ou concurso neste Brasil é só para inglês ver e encher o bolso deles de muito dinheiro.
    Concurso em estatal é para ajustar o cofre delas e mais nada ou para garantir aos apadrinhados a garantia de emprego.

  8. Boa tarde!
    O descrédito com esta justiça existente neste País é tanta que, o quê parece ser o fim é meramente a consolidação do errado.. Alguém acredita ainda que esses pseudos_funcionários perderam o seu mísero salário..
    Bobagem, neste País se perdeu honra,caráter…

  9. JUSTIÇA ,infeliz nojenta acovardados.isso não e justiça???.

  10. Eu não acredito em mais nada neste Brasil, tudo não passa de conversa pra boi dormir! A palavra justiça deveria ser abolida do dicionário neste país.

  11. A unica coisa que vai acontecer é que os comicionados serão aprovados no concurso público e efetivados permanentemente…
    Triste realidade do Brasil.

    • É Paulo… essa foi na boca do estômago.
      No Brasil as leis são como as virgens: foram feitas para serem violadas.
      No caso das leis, frequentemente são também abusadas.
      Muitas vezes as próprias leis servem para fins contrários, a aquilo que
      deveriam regulamentar ou proibir.
      Mas, no país do estupro, ninguém leva a mal.

  12. Certíssimo. Mas convenhamos que o blog quer fazer crer que isso só passou a acontecer agora no governo Richa. Quado todos sabemos que isso é prática em todos os governos entre o poder municipal, estadual e federal. Aqui no Paraná no governo anterior, os Requião tomaram conta dos cargos comissionados. Era esposa, filhos, irmãos, sobrinhos, primos e puxa sacos.

    • Apartidário,

      Isso a que você se refere é nepotismo e não cargo de confiança, amigo.

      Não gosto disso mas sendo poucos cargos é até aceitável. São menos nocivos.

      O que está em discussão é a profusão de cargos altos técnicos ou não com salários abusivos nas estatais, por gente má, sem capacidade, e colocada nesses postos para fazer acordos financeiros.

      Atenção ao texto. Já recomendei varias vezes. Sua pressa em atacar esta cegando-o.

    • Apartidário… falou muito bem. Até para o TCE, que deve ser concursados, O Requião indicou o irmão. Tanto é que corre na justiça até hoje esse caso.

  13. Será?

    É ver para crer!

  14. Será?
    É ver para crer!

  15. Quero ver o Playbeto apoiar essa iniciativa aqui na Quinta Comarca. Precisamos combinar com os russos.

  16. Apoiado. Apoiado. Apoiado.

    Viva o desmame. Cargo de confianca não tem outra função que não seja acobertamento. Manter as informações longe do publico pagante.

    Se um órgão é público,mantido pelo publico e para o público, a corja de mutretentos só serve para negociar acordos privados e pegar propina.

    Se o órgão é de regulação….são os chantagistas negociadores em nome do governo de plantão. O bunker não deixa o público reclamar, seu serviço é outro.

    O Parana começa a renascer.