Temer tem 2ª derrota na comissão do impeachment em menos de 24 horas

michel_temer_derrota

O presidente interino Michel Temer (PMDB) sofreu a segunda derrota na comissão do impeachment em menos de 24 horas.

Nesta terça (7), o Supremo obrigou o colegiado a ouvir as 48 testemunhas apontadas pela defesa da presidente eleita Dilma Rousseff.

O senador Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP), da tropa de choque do golpista Temer, requereu no STF a redução para oito testemunhas.

A decisão que deu vitória a Dilma coube ao presidente da corte, ministro Ricardo Lewandowski, que também preside do impeachment no Senado.

A primeira derrota de Temer ocorreu ontem à noite quando a comissão do impeachment recuou da decisão de acelerar o impeachment, encurtando o processo em 20 dias.

Nesta quarta-feira (8), a partir das 11 horas, a comissão do impeachment no Senado deverá ouvir as primeiras testemunhas pelo afastamento da presidente Dilma.

Estão previstos os depoimentos do procurador do Tribunal de Contas da União (TCU), Júlio Marcelo de Oliveira e do auditor do Tribunal de Contas da União Antonio Carlos Costa d’Ávila Carvalho – testemunhas pedidas pela acusação.

Comentários encerrados.