Por Esmael Morais

Temer recua de novo ao nomear político para cargo técnico nos Correios

Publicado em 09/06/2016

O governo provisório não é sério nem deve ser levado a sério, portanto.

Temer diz uma coisa, mas faz outra. Vide o caso dos ministros investigados por crimes ou enrolados na Lava Jato. O interino afirma que não empatará a força-tarefa do juiz federal Sérgio Moro, mas seus movimentos são no sentido de inviabilizar a operação sediada em Curitiba.

Michel Temer é um golpista nato, pois, dias antes da votação, dizia ser contra o impeachment. Agora não só senta na cadeira de Dilma Rousseff como corta alimentação, voos e “esvazia os pneus da bike” da presidente eleita, segundo o humorista José Simão.

O golpista Michel Temer diz uma coisa, mas faz outra diferente. Por isso esses vaivéns e recuos sem-fim.

A lista de recuos do interino é enorme: extinção do Ministério da Cultura, demissão de ministros, diminuição do SUS, cobrança de mensalidade nas universidades públicas, dentre outras barbariedades.