Requião + Lerner = Curitiba

requiao_lernerAlquimistas experimentam fórmula eleitoral possível de resolver as eleições na capital do Paraná. A fórmula seria Requião Filho + Lerner = Curitiba.

No bairro Bigorrilho, onde mora o senador Roberto Requião (PMDB-PR), fala-se muito da genialidade do urbanista Jaime Lerner.

Embaixadores de ambas as partes já estiveram juntos discutindo um plano de futuro para Curitiba.

17 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Qual é o conúbio mais sacana? Greca<3Ducci ou Requião<3Lerner ????

  2. Ola, tudo bem, breve sera lançado o TPIA 2.0, esse é o primeiro assunto do meu canal, que é novo, sou iniciante no youtube, se poder da uma passada lá e confira meu conteúdo, forte abraço, deixe um comentário lá, se inscreve, curti, também verificarei o seu, vamos trocar experiência, e nos ajudar, um abraço. CONFERE O BONUS QUE ESTOU DANDO!!!!!

  3. Seria uma morte prematura política para o Requião Filho…

  4. Você gostaria de uma alternativa para trabalhar em casa?Então eu tenho uma oportunidade para você iniciar o seu negócio próprio!
    Clica no meu nome e veja como trabalhar em casa agora!

  5. Que retrocesso, Lerner??

  6. Tem certeza que dá para misturar água e óleo?

  7. Mas daí ele vai desfilar na passarela ou não vai? kkkkkkkkkkkkk

  8. Jaime Lerner, NUNNNNNNNNNNNCCCAAAAAAA MMMMMAAAAAAAIIIIIIISSSS!!!!!!!

  9. Alquimia?
    Isto é transgenia pura.
    Já não deu certo com o Fruet, porque daria com o “Jr.” Requião?
    Esta notícia, se não for um factoide, beira o surreal.
    Há muitas luas, quando eu ainda era simpatizante do PT, e ainda defendia o
    PT, eu argumentava o seguinte: voto nos radicais, porque me dão a certeza,
    por exemplo, de que nunca verei o Lula no PFL (agoraDEM), e nem o Maluf
    no PT.
    Bem, não chegaram a tanto, mas que trocaram afagos, isso trocaram!
    Será que as coisas estão caminhando para o mesmo final, aqui no Paraná,
    entre Requião e Lerner?
    Se for verdade, os sinais de “fadiga do material” em Requião, já estão
    virando trincas.

  10. Não é de duvidar! Esses fazem pacto com o diabo se preciso pra chegar ou permanecer no poder e enfiar a família inteira no governo (esposa, filhos, irmãos, primos e sobrinhos). O trenzinho do nepotismo. Vira e mexe, os mesmos pra mamar nas tetas públicas.

  11. Só uma perguntinha: esse menininho aí não se sustenta sozinho não? Com o pai eu e milhões de paranaenses sabemos que ele não vai longe não…… aliás, já deu o que tinha que dar!

    • O candidato do seu patão tambem por isso ele tentou se juntar com o greca kkkk
      cambada que só comenta pela metade

      • Meu patrão?? Sempre me sustentei sozinho, criei uma família e contribui para o sustento de outras 15 com meu trabalho e com a ajuda de meus funcionários. Políticos como esses que vc defende só atrapalharam e atrasaram o nosso desenvolvimento tomando-nos dinheiro na forma de impostos para sustentar a propaganda mentirosa que vc e outros, Do Mato, recebem para tentar confundir a sociedade. Vide uns e outros por aí que eram sustentados com dinheiro publico na forma de publicidade…..

        • vc defende o outro lado que tbm nunca se sustentou sozinho.
          mas uma coisa é certa todos são ladrões

        • Calma, Genildo, calma.
          Embora lustroso, você é peão.
          Se o outro grupo ganhar as próximas eleições você os defenderá aqui neste mesmo blog. Pelo menos é o que se depreende da sua troca de acusações infantis com o tal “Do Mato”.

          Aliás, você é o mesmo Genildo que a Gazeta do Povo tentou entrevistar uma vez e não conseguiu? Se não for, desconsidere.

          • Não sou o referido Genildo Luis, lhe garanto. Concordo com vc em partes, sou somente um peão mesmo.
            Defender esse ou aquele politico, jamais, em nenhuma postagem minha defendo nenhuma casta de políticos, convivi com eles por mais de 10 anos e sei como pensam! Frequento o blog mais é para causar nos canhotos, são descarados demais, subjugam o discernimento dos peões.