Requião inicia caminhada à Câmara Municipal de Curitiba pela Ocupação Tiradentes

requiao_ocupacao_tiradentes

O senador Roberto Requião (PMDB-PR) esteve nesta sexta-feira (3) na Ocupação Tiradentes, a maior do sul do país, no bairro CIC, em Curitiba, em solidariedade às 800 famílias que lá vivem em situação precária, de abandono pelo poder público, sob a ameaça constante de despejo.

Sensibilizado com a situação de risco de crianças, mulheres e velhos, Requião tomou a decisão ontem de ajudar o PMDB a voltar à Prefeitura de Curitiba, depois de 30 anos, candidatando-se na chapa de vereador. Sim, ele disputaria uma das 38 vagas à Câmara Municipal.

O mandato do senador termina somente em 2019, mas o objetivo seria potencializar a candidatura do deputado Requião Filho à sucessão do prefeito Gustavo Fruet (PDT) cujo alcance da gestão não chegou aos mais pobres e necessitados da cidade.

Caso concorra a vereador, Requião não perderá o mandato no Senado. Se eleito em 2016, porém, terá de escolher entre um e outro cargo.

Para a frente política, se o senador disputar a Câmara Municipal seria uma “tacada de mestre” que colocaria Requião Filho no segundo turno e, possivelmente, puxaria a legenda para eleger a maior bancada no legislativo municipal.

Para simbolizar essa volta à arena curitibana, com intuito de instituir políticas públicas já consagradas pelo partido na capital, entre 1986 e 1989, Requião aderiu à campanha #SomosTodosTiradentes ao lado dos moradores da localidade identificados como sendo seu Clóvis, Fagner, Quirino e seu Quincas.

Comentários encerrados.