Requião Filho: A extensa ponte que separa a realidade social das propagandas eleitorais

requiao_filho_ocupacao_tiradentes

O deputado Requião Filho (PMDB), em sua coluna desta quinta-feira (9), lamenta que os candidatos oficiais tenham preferência pela propaganda enganosa, neste ano eleitoral, a enfrentar os reais problemas das pessoas nas cidades.

O colunista que recentemente visitou a Ocupação Tiradentes, na região CIC, em Curitiba, destaca a falta de segurança, saúde e educação para os cidadãos.

Requião Filho diz que a realidade concreta nos municípios, que virá à tona na campanha, mostrará que “há gente sem teto, sem emprego, com fome e com frio”. Abaixo, leia, ouça, comente e compartilhe a íntegra do texto:

Download do áudio

A extensa ponte que separa a realidade social das propagandas eleitorais

Requião Filho*

Com a proximidade das eleições muito se fala que os eleitores não aguentam mais críticas, que a população não quer mais ouvir e ver os problemas das cidades e a más condutas de governantes.

Leio reportagens e artigos sobre como os candidatos não devem se agredir, fazer críticas e de que não podem trazer à tona a dura, crua e nua verdade da realidade social.

Mas será que não devemos discutir nossos problemas? Será que devemos maquiá-los durante o período eleitoral apenas no intuito de vender cenários perfeitos, ou, quiçá, de não se ferir suscetibilidades.

Eu, particularmente, não concordo com tal posicionamento. Para mim, críticas de gestão são saudáveis ao processo democrático.

As cidades no Paraná têm problemas de segurança, de educação, de moradia, de saúde… e esses problemas não apenas podem como devem ser discutidos, analisando e valorizando as boas práticas, mas também criticando e apontando soluções para os problemas. Toda a sociedade deve ser informada das mazelas de sua cidade, especialmente neste momento que antecede as eleições municipais.

Das críticas surgem as propostas, as soluções e ambas são muito bem-vindas, pois visam melhorar a vida de cada um dos paranaenses.

Vivemos em meio a falta de segurança, enfrentamos o caos na saúde e os problemas nas redes de educação.

Com todo respeito aos que pensam diferente, não podemos fechar os olhos à realidade social. Esses problemas precisam ser discutidos e enfrentados com clareza.

Quem não conhece a fundo os problemas de sua cidade não poderá enfrentá-los.

Convido a todos, e me incluo nesta tarefa, a expor a realidade dos nossos municípios. Vamos prestar atenção naquilo que acontece todo dia em cada uma das cidades do Paraná.

Assim, mesmo que cause desconforto a alguns, a vida como ela é, a dura realidade está aí e faz parte do cotidiano das cidades paranaenses, onde há gente sem teto, condições de vida, sem emprego, com fome e com frio.

Apontar os problemas não significa desmerecer esta ou aquela cidade, principalmente sua população que, normalmente, tem orgulho do local onde nasceu ou reside.

O que é coerente é levar ao conhecimento da população, eleitores ou não, os problemas que devem ser enfrentados por aquele que lhes pede voto, para posteriormente ser avaliado.

Criar cenários perfeitos durante a campanha eleitoral apenas para seduzir os eleitores gera administrações irresponsáveis, como o atual governo do Paraná que, sob a alegação de ter sido eleito e reeleito, tem permissão para praticar atos nefastos aos cofres públicos e a população.

Durante o processo eleitoral, mostrar a realidade não significa, necessariamente, mostrar apenas problemas, mas características de determinada localidade que precisam ser repensadas, revistas e solucionadas.

*Requião Filho é advogado, deputado estadual pelo PMDB e líder da oposição na Assembleia Legislativa do Paraná, especialista em políticas públicas.

Comentários encerrados.