Prefeito do Paraná inspirou os dribles de Cunha na Comissão de Ética da Câmara

fred_alves_eduardo_cunhaO deputado e presidente afastado da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), se inspira no prefeito do município de Cornélio Procópio, Fred Alves (PSC), ao dar dribles homéricos na Comissão de Ética da Câmara dos Deputados. Somente depois de seis meses é que o colegiado conseguiu produzir um parecer, em Brasília.

Alves também vem dando “olé” na Câmara Municipal há pelo menos um ano. Ele é acusado pelos vereadores procopenses de cometer irregularidade na compra de caixas de isopor durante o Carnaval de 2015.

Evidentemente que a bronca de Cunha é, digamos, “um pouco maior”. O presidente afastado da Câmara é acusado de mentir aos pares quando interrogado sobre a existência de contas secretas na Suíça.

No relatório do Conselho de Ética da Câmara, apresentado nesta quarta-feira (1), o deputado Marcos Rogério (DEM-RO), disse que “já há provas suficientes de que o deputado Eduardo Cunha usou do cargo de deputado federal para receber vantagens indevidas, ora praticando atos privativos de parlamentares, ora usando seu prestígio e poder para indicar aliados a postos-chave da Administração Pública”.

No caso de prefeito Fred Alves, que inspirou Cunha, a CPI que pede seu “impeachment”, depois de enfrentar um período de procrastinação. Em fevereiro deste ano, por exemplo, o vereador Fernandinho Peppes (PMDB) distribuiu cartazes de “procura-se” pelo estado, ao estilo do velho oeste, em virtude do “sumiço” do alcaide que não queria ser notificado pela Câmara Municipal.

Segundo informações do blogueiro procopense Odair Matias, de hoje, parece que o “Fora Fred” agora vai.

Ou seja, em termos de longevidade, o Cunha do Paraná é mais esperto que o Cunha do Rio.

O município de Cornélio Procópio fica no Norte Pioneiro do Paraná, a 398 km de Curitiba.

Comentários encerrados.