PCdoB vai condicionar apoio para o PMDB à candidatura de Requião à Câmara de Curitiba

Requiao_vereadorSe o senador Roberto Requião disputar a Câmara Municipal de Curitiba, como aventou no começo deste mês, é 100% certo que o deputado Requião Filho (PMDB) receberá o apoio do PCdoB na corrida pela Prefeitura de Curitiba.

Nos próximos dias, a legenda vermelha levará essa proposta condicional a Requião.

O projeto eleitoral do PCdoB para 2016 consiste em eleger até dois vereadores, por isso interessa aos comunistas a candidatura de Requião à Câmara Municipal de Curitiba.

O senador Requião cogitou essa possibilidade na manhã de 3 de junho, depois que ele visitou a ocupação urbana Tiradentes, localizada no bairro Cidade Industrial de Curitiba, onde tem instalado um lixão.

Emocionado com a situação precária de 800 famílias — cuja maioria dos integrantes é formada por crianças, mulheres e velhos –, Requião disse que “a única forma de ajudar essa gente é o PMDB voltando administrar Curitiba”.

O mandato do senador termina somente em 2019, mas o objetivo seria potencializar a candidatura do deputado Requião Filho à sucessão do prefeito Gustavo Fruet (PDT) cujo alcance da gestão não chegou aos mais pobres e necessitados da cidade.

Caso concorra a vereador, Requião não perderia o mandato no Senado. Se eleito em 2016, porém, teria de escolher entre um e outro cargo.

Para a frente política, se o senador disputar a Câmara Municipal seria uma “tacada de mestre” que colocaria Requião Filho no segundo turno e, possivelmente, puxaria a legenda para eleger a maior bancada no legislativo municipal. É aí que o PCdoB quer entrar.

Comentários encerrados.