Fruet e Greca também são donos de buracos e crateras em Curitiba, diz Requião Filho

requiao_buraco_fruet_greca

O deputado Requião Filho (PMDB), em sua coluna desta quinta (30), sugere que os buracos e crateras nas ruas de Curitiba sejam batizadas com o nome do ex-prefeito Rafael Greca (PMN) e do prefeito Gustavo Fruet (PDT). O colunista também denuncia a atual administração de esconder com tapumes bairros mais carentes, de espantar moradores de rua com jato d’água fria em pleno inverno, dentre outras desumanidades. Abaixo, leia, ouça, comente e compartilhe a íntegra do texto:

Download do áudio

Fruet e Greca também são donos do “buraco grande” em Curitiba

Requião Filho*

Qual a razão para um buraco gigante aparecer do dia para a noite em meio de uma capital? A resposta é óbvia: isso é resultado da sucessão de más gestões nos últimos vinte anos.

Em outros artigos anteriores, já falei exatamente sobre isso: sobre o descaso de sucessivas administrações municipais que apenas e tão somente maquiaram os problemas das cidades sem efetivamente resolver nada. Digo mais, acabaram sugando o que havia de bom sem nada criar.

A cratera no meio da praça está aí! É mais um sinal daquilo que estamos vendo todos os dias: o descaso, o abandono que vivem as cidades.

As cidades passam a ser “vitrine de prefeito”, lugar para político se mostrar. Os prefeitos mais recentes queriam mais se gabar do que de fato cuidar das cidades. E dá nisso! Hoje elas caem num buraco.

Preocupados com obras, muitas delas faraônicas e de alto custo, para “deixar nome” ou “marca” na historia da cidade, muitos dos Prefeitos vaidosos, com mania de aparecer, deixaram de lado a funcionalidade, a eficiência da cidade. Por exemplo, todos sabem que bastava uma ponte reforçada e não estaiada.

E o que dizer do uso de tapumes para esconder os bairros mais carentes ao invés de promover habitação digna? Do jato de mangueira com água fria nos moradores de rua nas praças? Dos tapa-buracos sobre tapa-buracos?

A criatividade dos prefeitos para fazer “obras de aparência” é surpreendente!

Nossas cidades precisam de mais, elas merecem muito mais!

Servir a cidade é um prestígio para qualquer um. Prefeitos e Vereadores devem servir à cidade e aos cidadãos. E jamais, como fizeram alguns, usar a cidade para acrescentar linhas em seus currículos e fazer propagandas autopromocionais.

A velha política quer voltar para usar e abusar da propaganda e novamente apenas pintar uma “cidade modelo” que nenhum cidadão mais enxerga. Esta velha política baterá em breve em suas portas, pedindo seu voto e te mostrando um futuro que só existe em encartes eleitoreiros.

Aquela política que sorri e é simpática, que se mostra atenta e feliz em propagandas, em verdade o que deseja são apenas os cofres do município e para alcançar seu intuito não mede esforços.

Os cidadãos devem estar atentos para não cair na mesma estratégia que usa o Governador, apenas de propagandas e sorrisos.

*Requião Filho é advogado, deputado estadual pelo PMDB e líder da oposição na Assembleia Legislativa do Paraná, especialista em políticas públicas.

11 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. I have been surfing online more than 2 hours today,
    yet I never found any interesting article like yours.
    It’s pretty worth enough for me. In my view, if all webmasters and bloggers made good content
    as you did, the internet will be a lot more useful than ever
    before. http://yahoo.net

  2. I simply want to tell you that I’m newbie to blogging and site-building and absolutely enjoyed this web site. More than likely I’m likely to bookmark your site . You definitely have remarkable article content. Cheers for revealing your website page.

  3. Caramba, se realmente estava programado para esse jovem ser um “razoável” político, deveria se chamar Roberto que é nome do pai e não Maurício que é nome do tio. Ele é filho do Roberto mas é chamado de Requião Filho, mas é Maurício que é nome do tio!!!! Muita confusão desta família.

  4. Bem caro deputado filho do Velho Louco, neste caso, se todos os problemas de um município tem a ver com o que os exs deixaram, o problema da PR 280 no sudoeste é tanto do Richa quanto do teu querido pai, o comedor de mamonas, é isso???? kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  5. PESSOAL, ESPEREM UM POUCO. ISSO É O INÍCIO DO METRÔ DE CURITIBA, QUE IRÁ SER BATIZADO COM O NOME DOS DIGNÍSSIMOS EX-PREFEITOS E ATUAL PREFEITO, POIS DESTE O TEMPO DO TANIGUCHI SE FALA EM CONSTRUIR O METRÔ E ATÉ AGORA SÓ A MÃE NATUREZA RESOLVEU INICIAR A OBRA.

    MAS UMA COISA É CERTA, METRÔ EM CURITIBA, SÓ COM REZA BRAVA PARA COMEÇAR, POIS O NOSSO CENTRO É IGUAL A QUEIJO SUÍÇO CHEIO DE CÓRREGOS E PEQUENOS RIOS, E QUEREM FAZER UM METRÔ?????

    OPS! CORRIGINDO. EX-CÓRREGOS E EX-PEQUENOS RIOS, ATUALMENTE VALETÕES.

  6. A imagem fidedigna da administração do prefeito Gustavo Fruet que a população que reside em Curitiba e os turistas que visitam a cidade veem diariamente é: As ruas dos 75 bairros da cidade totalmente esburacadas e/ou abandonadas; Uma avalanche de postes de iluminação com lâmpadas queimadas nos bairros (Não adianta ligar para o 156 que a demora em alguns casos ultrapassa vinte dias ou mais); Lembro que embora todos paguem a taxa de iluminação, a iluminação do centro é de uma qualidade e a dos bairros é bem diferenciada. Terminais de ônibus com goteiras em dias de chuva e sujos; Frota do transporte coletivo sucateada (alimentadores, expressos, ligeirinho, expressos vermelhos e interbairros – detalhe: este signatário é usuário de ônibus) – lembro novamente que ,Curitiba tenha a segunda tarifa mais cara do Brasil – (nunca é demais rememorizar, que em 2016, num fato inédito a tarifa teve dois aumentos); Um exército de moradores de rua que por ausência absoluta de uma política para o setor, tomou de assalto o anel central, incluso as praças de Curitiba e transformaram o centro da outrora cidade modelo do País numa verdadeira “cloaca” a céu aberto. Os postos de saúde e/ou UPAs com número limitado de atendentes (enfermeiros, médicos).
    Valdir Bicudo, morador em Curitiba há 56 anos.

  7. E o papai não vai ter nenhum buraco batizado com seu nome em homenagem? Ou entre 1986 e 1989 não haviam buracos nas ruas de Curitiba? Quanto a vaidade, é só lembrar das fichas de transporte coletivo com o nome do prefeito impresso. Das operações tapa buracos para maquear as ruas e dar dinheiro a empresas financeadoras da campanha. As favelas, mendigos e tapumes também já fazim parte da passagem, inclusive criadas em razão de invasões de áreas urbanas incentivadas e coordenadas pelo próprio prefeito anteriormente no período em que foi deputado. É muito cinismo só atribuir culpa somente a administrações de vinte anos atrás. Tal pai tal filho.

    • De fato , tal o pai tal o filho, deveria falar também do Porto de Paranaguá.

    • MEU CARO APARTIDÁRIO,LHE DOU MEUS PARABÉNS,VOCÊ FALOU TUDO A RESPEITO DESSA GENTALHA QUE ESTÁ TENTANDO VOLTAR A COMANDAR A PREFEITURA DE CURITIBA ……….FOI TUDO ASSIM MESMO……..

  8. Bem que o Requiãozinho podia levar uns moradores de rua para a casa dele, já que está com dó desta gente.