Em nota pública, Instituto vê ilegalidade na prisão do advogado Guilherme Gonçalves

iprade_guilherme_goncalvesO Instituto Paranaense de Direito Eleitoral (Iprade) divulgou nota pública, nesta segunda-feira (27), na qual diz “entender como ilegal e abusivo o decreto prisional em face do advogado paranaense Guilherme Gonçalves“. Abaixo, leia a íntegra do documento:

>NOTA PÚBLICA:

Os fins não podem justificar os meios, especialmente no direito penal.

Por isso em investigação iniciada há mais de 1 ano não se pode tolerar prisão preventiva (sem prazo) ausentes de modo muito claro os fundamentos do art. 312 do Código de Processo Penal.

Daí se entender como ilegal e abusivo o decreto prisional em face do advogado paranaense Guilherme Gonçalves, pois não demonstrados violação à ordem pública e econômica; prejuízo concreto à instrução da investigação; risco de inaplicabilidade da lei penal. Todos pressupostos inafastáveis das prisões cautelares, em conformidade com a presunção de inocência garantida pela Constituição Federal.

Nossa solidariedade e força ao renomado eleitoralista, primeiro Presidente do Iprade. E que sua combatividade habitual nos inspire a todos, cidadãos e advogados, a fim de lutarmos contra os abusos judiciais.

Curitiba, 27 de junho de 2016.

Instituto Paranaense de Direito Eleitoral – Iprade

10 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Este advogado era o que mesmo neste instituto???? kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Os empregados do cara escrevendo notinha defendendo o chefe é demais!!!! kkkkkkkkkkk

  2. Quem advoga na área criminal sabe que a “garantia da ordem pública” do art. 312 do CPP é um belo de um cheque em branco para o juiz prender quem ele quiser.

  3. Que inspire a todos? A fazer o que? Fraudar, desviar, corromper!?!

    Instituto e Primeiro Presidente “inspiradores”, não ?!?

  4. Mania dessa gente querer defender corruptos apontando pessoas de outros partidos. Mesmo que essas pessoas apontadas como culpadas o sejam e estejam impunes isso não justifica nem inocenta outros criminosos. Essa postura de atacar pra se defender beira a ignorância.

  5. Esse “instituto” não vai comentar nada sobre a ilegalidade em roubar a aposentadoria dos aposentados? Nenhuma notinha?

  6. Já prenderam o Advogado do FHC no caso Brasif? Não?

    Já prenderam o advogado do Capez?

    Prenderam o advogado do dono do banco para investidores tucanos Esteves?

    Prenderam o advogado de Aécio?

    • Se tiver provas que possam levar a prisão dos advogados do FHC, do Capez, do Esteves e do advogado do Aécio é só apresentar ao MPF/MPE Maria……. o MP tinha provas contra o PB e pediram a prisão e ele tá preso….. é só isso, é assim que funciona!

  7. Não tenho provas, mas literatura pornográfica me permite condená-lo, e todo mundo ficou quieto, agora quando começarem a prender seus filhos,Pais, amigos e
    familiares não reclamem a OAB e “m…..” é a mesma coisa, foram até a favor dos
    golpistas.

  8. Essa é uma tentativa de alguns “juristas” provar que preto é branco e que azul é amarelo. É algo surreal que toma conta de certas pessoas. Não acredito que alguém possa ser preso sem o minimo de provas contra ele. É quase certo que houve crime, que houveram desvios de recursos e pagamentos indevidos a equipe da senadora por meio do escritorio de Guilherme Gonçalves – e aí surgem os tais “juristas” defendendo o indefensavel…