Bruno Meirinho: Não basta ao prefeito ser ético, é preciso que ele seja transparente

fruet_meirinhoBruno Meirinho (PSol), em sua coluna desta sexta (17), defende o empoderamento dos curitibanos para decidir os destinos da cidade. Segundo ele, o atual prefeito Gustavo Fruet (PDT) se destaca pelo “notável imobilismo” e que se sustenta com a imagem “ética” percebida pela opinião pública, que, ainda de acordo com o colunista, teme os ratos, cobras e lagartos, enfim, “a turma da mão grande”.

Meirinho acusa a gestão pedetista pela falta de transparência, pois, de acordo com ele, as caixas pretas ainda precisam ser abertas. É nesse contexto que o articulista sugere que a Prefeitura de Curitiba se abra à participação popular. Para Meirinho, não basta o prefeito ser ético, é preciso que ele também seja transparente. Leia, comente, compartilhe a íntegra do texto abaixo:

Por uma Curitiba mais participativa e solidária

Bruno Meirinho*

Neste último ano do mandato do prefeito Gustavo Fruet, o relatório de realizações da gestão não consegue sair da primeira página. Notável pelo imobilismo, o atual governo municipal ainda se sustenta na imagem “ética” percebida pela opinião pública.

É sinal do medo, legítimo, da população de Curitiba diante dos ratos, cobras e lagartos que se credenciam para assumir o posto máximo da cidade. Seria melhor um governo que não faz nada do que a turma da mão grande!

Com esse cenário, juntamente com a atual turbulência política nacional que praticamente aniquilou qualquer debate sobre os assuntos locais, a tendência é que a cidade se torne mais medíocre, conformando-se com pouco ou nada em troca de um suposto padrão ético.

Eis um dos dilemas da política nacional: é urgente o enfrentamento contra a bandalheira e a absoluta falta de padrão ético e moral que dominam a política brasileira, mas não devemos nos conformar com políticos que sejam “apenas” honestos. A honestidade é o mínimo, precisamos também de lideranças com projeto de cidade, de estado, de país.

A esse respeito, Fruet defende-se afirmando que sua gestão não teve muita margem de manobra diante da famosa herança maldita, que todos os governos antecessores deixam aos seus sucessores. Trata-se das dívidas e do caixa zerado que o prefeito anterior deixou para o novo prefeito que veio, supostamente, com muita vontade e novidade, mas não fez nada porque não era possível fazer, sem dinheiro.

Estamos certos de que problemas financeiros podem ser graves a ponto de paralisar a gestão pública, e todos são testemunhas das dificuldades econômicas que o país enfrenta e também que, a princípio, tem havido mesmo muita roubalheira. Mas a gestão Fruet não se dispõe a apresentar isso com clareza.

Afinal, falta dinheiro, mas falta quanto? Falta dinheiro para absolutamente tudo? Ou o governo poderia fazer escolhas, também chamadas de prioridades?

De cima a baixo, o país sofre com a cretinice dos governos inertes. Temer já há mais de 30 dias faz reuniões aqui e ali, mas anuncia apenas obviedades, senão pior: anuncia ações de desgoverno, como ameaça de cortes em direitos básicos da sociedade. Daí, passando pelo governo do estado e pela prefeitura de Curitiba, não vemos nenhuma novidade.

Gustavo Fruet poderia, talvez, inspirar-se em seu pai, Maurício Fruet. Na gestão de 1983 a 1985, Fruet, o pai, fez algumas coisas que me parecem surpreendentes. Sua gestão chamava-se “Curitiba participativa”, isso em uma época na qual a palavra participação ainda não era moda, muito embora a sociedade estivesse ansiosa por democracia.

A coragem de imprimir a participação como sua principal marca deveria ser, para nós, a maior inspiração na atuação pública. Acredito muito na importância da gestão pública, em todos os níveis, ser verdadeiramente participativa, e vendo alguns materiais que foram produzidos naquela época, a partir de audiências públicas onde o povo escrevia com liberdade seus problemas e suas demandas, concluo que pode ser a solução para muitos problemas.

A corrupção e a crise econômica poderiam ser enfrentadas com os recursos da participação popular, afinal de contas, a maior transparência no trato do orçamento contribui certamente para a fiscalização do dinheiro, desde sua origem até o destino. Grande parte dos desmandos éticos se dá sob a proteção das caixas pretas, como às das empresas públicas, sociedades de economia mista e assemelhados. Que sejam abertas todas as caixas pretas!

Além do mais, se o governo se queixa da falta de recursos, por culpa das desastradas gestões anteriores, então poderia exibir publicamente e na ponta do lápis todas as linhas em que o dinheiro está faltando, e talvez o povo pudesse encontrar também onde o dinheiro está sobrando.

Por tudo isso, acredito que além do compromisso ético, básico e obviamente obrigatório na gestão pública, a prefeitura municipal precisa firmar um compromisso com a participação popular e a solidariedade. Nesse sentido é que os programas de governo do meu partido, o PSOL, sempre trazem o compromisso da democracia real, com participação popular, que, confio, é revolucionária.

*Bruno Meirinho é advogado, foi candidato a prefeito de Curitiba. É o coordenador local da Fundação Lauro Campos, instituição de formação política do PSOL. Ele escreve no Blog do Esmael às sextas-feiras sobre “Luta e Esperança”.

13 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. I simply want to mention I am just very new to blogging and truly liked your web page. Very likely I’m planning to bookmark your site . You actually come with wonderful well written articles. Kudos for sharing with us your website page.

  2. Agora temos uma solução sem corrupção para prefeito!! Afonso Rangel do PRP.

  3. Ola, tudo bem, breve sera lançado o TPIA 2.0, esse é o primeiro assunto do meu canal, que é novo, sou iniciante no youtube, se poder da uma passada lá e confira meu conteúdo, forte abraço, deixe um comentário lá, se inscreve, curti, também verificarei o seu, vamos trocar experiência, e nos ajudar, um abraço. CONFERE O BONUS QUE ESTOU DANDO!!!!!

  4. Você gostaria de uma alternativa para trabalhar em casa?Então eu tenho uma oportunidade para você iniciar o seu negócio próprio!
    Clica no meu nome e veja como trabalhar em casa agora!

  5. Você É Um Afiliado De Produtos Digitais?
    Então Eu Tenho Um Desafio Para Você.
    Clica No Meu Nome Para Você Saber Mais.

  6. Ola, Você é afiliado de Produtos Digitais?
    Então fique atento esta para ser lançado, o curso Trabalhar Pela Internet Agora 2.0, veja o video https://www.youtube.com/watch?v=VgNYe2qNfvM, se inscreve no Canal, para Saber em Primeira Mão das Novidades, Forte Abraço, Sucesso!!!!

  7. Ola Gostaria de te dar um Recado Muito Importante!!!!!
    Esta para ser lançado o curso Trabalhar Pela Internet Agora 2.0, a versão 1, ja é um grande sucesso, e esse mês de Junho, sera lançado a sua atualização, saiba mais no meu canal no youtube: https://youtu.be/VgNYe2qNfvM, se inscreva e da like para ajudar na divulgação e ser avisado assim que o curso sair, um grande abraço, sucesso.

  8. Ola, esta para ser lançado esse mês o curso Trabalhar pela Internet Agora 2.0, o curso já é um sucesso, agora vira sua atualização com técnicas novas para 2016, não fique de fora acesse o canal: https://www.youtube.com/watch?v=VgNYe2qNfvM e saiba mais.

  9. Que tal ganhar dinheiro no piloto automático? Ou automatizar seu negócio online?
    Aprenda como criar blogs que geram renda de forma automática enquanto você se dedica a outros projetos ou simplesmente aproveita mais o seu tempo livre.
    Quer saber mais, clica no meu nome para conferir!

  10. Às 19hs da próxima terça, dia 21 de junho, “sua excelência”, Sérgio Moro, vai proferir palestra aberta ao público na Livrarias Curitiba do Shopping Barigui, aqui em Curitiba, acerca do seu livro sobre a Lavajato.
    Quem estiver na capital paranaense nessa data está convidado a participar do ESCRACHO PÚBLICO contra esse hipócrita e pseudo moralista tucano, lacaio da CIA.
    Vamos mostrar toda nossa indiguinação contra esse juizeco de 1a instância que miseravelmente conseguiu destruir a economia do país!

    • Nossa indignação quem cara pálida?
      Essa é a capital da lava jato. A população em quase sua totalidade apoia e defende o juiz Sérgio Moro.
      A maioria dos leitores nem sabia dessa palestra mas como você tem uma boca muito grande, é capaz do pessoal comparecer apenas para mostrar essa “indiguinação”!!!!

  11. Enquanto as pessoas honestas, normais, comuns, não entrarem na política terão a tarefa de falar mal da politica e brigar entre si.

    Lá estarão os profissionais da política se elegendo com o dinheiro das empresas. Pra mim,ao contrario do juiz Barroso, todo dinheiro de empresa é sujo, e fará aumentar o preço da obra.Seja contabilizado ou nao.

    Comece por descobrir um normal no bairro para ser vereador. Gaste seu tempo de modo útil, trabalhe na sua campanha. Conviva com ele,cobre.

    Faça isso nas entidades de classe. No futebol. Mas cuidado com os Paulinhos da Força. Eles existem.

    Não vale brigarmos entre nós. A FIESP nao briga com os banqueiros nem com deputados corruptos. Ao que se disse associou se a eles e comprou seus votos.

    Sejamos menos burros.

    Os Negros devem eleger um vereador. Se todos querem ser candidatos o voto se pulveriza e ninguém se elege.

    Por que Jean Wyllis se elegeu? Por que a comunidade fez um trabalho.

    Entre os crentes, também precisa haver uma limpa. Não é crível que não tenham alguem do bem. Não é crível que só tenham Bolsonaros, Malafaias e Felicianos.

    Isso é a prova da falência das igrejas.

  12. Vocês da esquerda que ajudaram eleger esse mala sem alça e agora reclamam da inércia dele???? Tentam fazer com o Fruet o mesmo que fazem com o Temer, colocaram o cara lá e agora o bandido é ele!!! kkkkkkkkkkkkkkkk