Até o PSDB considerou absurdo a invasão da casa da senadora Gleisi Hoffmann

gleisi_cassio_senadoO líder do PSDB no Senado, Cássio Cunha Lima (PB), considerou nesta quinta (23) um absurdo a ação da Polícia Federal na casa da senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR), que resultou na prisão do marido ela, o ex-ministro Paulo Bernardo.

“É um abuso. Um juiz de primeiro grau não tem autorização para busca e apreensão no apartamento funcional de uma senadora. Só quem poderia autorizar essa ação é o Supremo”, criticou o senador tucano.

O Senado irá protocolar no Supremo Tribunal Federal, ainda hoje, uma reclamação formal contra a ação de busca e apreensão realizada nesta manhã no apartamento funcional da senadora paranaense.

Mais cedo, a bancada do PT no Senado lançou uma nota oficial em solidariedade a Gleisi. No documento, os parlamentares petistas acusam a PF de mudar o foco para esconder casos de corrupção no governo interino de Michel Temer (PMDB).

O senador Roberto Requião (PMDB-PR) também se manifestou sobre a ação da PF no Twitter: “Não serei eu a defender Paulo Bernardo, mas sua prisão desnecessária destina-se a constranger a defesa da soberania do Brasil no impeachment”.

Comentários encerrados.