Área revitalizada do Marco das 3 Fronteiras já atraiu 60 mil visitantes

materia 17.MARCO 3 FRONTEIRASA primeira etapa das obras de revitalização do Marco das Três Fronteiras, que vai integrar o Complexo Turístico Marco das Américas, aumentou o interesse dos turistas pela área, onde há o encontro dos rios Iguaçu e Paraná. De 13 de janeiro deste ano, quando começou a contagem, até o final de maio, passaram pelo local mais de 60 mil visitantes.

A primeira fase de obras no Marco das Três Fronteiras contemplou a área do estacionamento, o Centro de Recepção de Visitantes, iluminação, ampliação do mirante, loja de lembranças, o Boteco Cabeza de Vaca, assim como uma série de melhorias de acesso, calçadas, paisagismo, segurança e serviços de atendimento.

Até o final de 2017, outras etapas das obras estão previstas, com Torres Temáticas, mirantes de observação, passarelas e área de lazer e aventura para crianças. O local terá também uma Vila de Entretenimento, alusiva às Missões Jesuíticas; projeção na água, com iluminação e jatos de água circundando o obelisco do Marco; trilhas; Memorial Cabeza de Vaca; Espaço das Américas, que será revitalizado; píer e serviços de fotografia; pontos de apoio e atendimento aos visitantes, com banheiros, área de exposição, guarda-volumes e deque de observação.

Do Marco das Três Fronteiras, onde há um obelisco nas cores do Brasil, pode-se apreciar tanto o encontro dos rios quanto os monumentos semelhantes existentes na Argentina e no Paraguai. Os obeliscos que marcam as fronteiras dos três países, cada um dos quais pintados com as respectivas cores nacionais, foram construídos no início do século passado (o brasileiro foi inaugurado em 1903).

Comentários encerrados.