Blog do Esmael

A política como ela é em tempo real.

Alvaro Dias: caminhoneiros de todo o país pedem socorro

alvaro_caminhoneiros

O senador Alvaro Dias (PV-PR), em sua coluna desta quarta (8), relata a situação crítica dos caminhoneiros brasileiros que foram induzidos, segundo ele, a contrair empréstimos em nome de um crescimento econômico que não se concretizou.

O colunista aponta a falta de sinceridade do governo do PT, que cometeu “a pior traição que poderia ser feita àqueles que sonhavam contribuir com o crescimento do Brasil e melhorar a vida de suas famílias”.

Abaixo, leia, ouça, comente e compartilhe a íntegra do texto:

Download do áudio

Caminhoneiros pedem socorro

Alvaro Dias*

É grave o drama vivido atualmente pelos caminhoneiros do País. E qualquer análise sobre isso passa pelos erros que levaram à atual crise econômica, com inflação galopante, explosão da dívida pública, crescimento desenfreado dos juros, além de outros problemas que tornaram insustentável a sobrevivência econômica dos trabalhadores das estradas.

Se nós formos analisar a dívida pública que cresceu, se nós formos analisar essa política de subsídios que favoreceu grupos econômicos de outros países através do BNDES, nós vamos entender por que os caminhoneiros brasileiros estão desesperados. Não há nenhuma dúvida de que essa é uma das causas centrais da crise e da derrocada do setor de transportes no Brasil, que se tornou insustentável.

A falta de sinceridade do governo do PT sobre a real situação econômica do país está também entre as causas do drama dos caminhoneiros. A propaganda sobre safras recordes da agricultura e a baixa taxa de juros disponibilizada pelo BNDES incentivaram empresas a renovarem e aumentarem suas frotas. Muitos caminhoneiros empregados pediram demissão, com a ilusão de que poderiam ser autônomos.

Estimular pessoas físicas e jurídicas ao endividamento sem a elas ter informado a realidade sobre a grave crise econômica que estava sendo maquiada é, seguramente, a pior traição que poderia ser feita àqueles que sonhavam contribuir com o crescimento do Brasil e melhorar a vida de suas famílias.

Precisamos de medidas concretas, como a redução do preço do óleo diesel, piso salarial definido para os caminhoneiros, criação de novos postos da Polícia Rodoviária Federal e o cumprimento de leis que beneficiam a categoria, como a Lei da Estadia e Lei do Vale Pedágio.

A categoria defende ainda, mesmo em caráter experimental por algum tempo, a aplicação da lei da jornada de trabalho para todos os caminhoneiros, situação que poderia provocar uma valorização dos fretes.

Trata-se de uma pauta a que o atual governo, junto com a Agência Nacional de Transportes Terrestres, deve dar uma atenção especial. Além de o segmento ser o responsável maior pelo transporte de cargas, dele depende um número significativo de famílias, e muitos não têm condições de apenas esperar a melhora da situação econômica do País.

*Alvaro Dias é senador pelo Partido Verde. Ele escreve nas quartas-feiras para o Blog do Esmael sobre “Ética na Política”.

Comentários desativados.