WikiLeaks: Michel Temer era ‘cagueta’ dos Estados Unidos

temer_cagoetaO site WikiLeaks, especializado em vazamentos de documentos secretos, voltou a denunciar nesta sexta-feira (13) que o presidente interino do Brasil, Michel Temer (PMDB), era informante — ou ‘cagueta’ — da inteligência militar dos Estados Unidos.

“O novo presidente do Brasil #Temer era um informante da embaixada de inteligência militar dos EUA”, assegurou hoje o perfil do WikiLeaks com mais de 3 milhões de seguidores.

O WikiLeaks é organizado pelo jornalista Julian Assange que publica documentos, fotos e informações confidenciais vazadas de governos ou empresas em todo o mundo.

Em fevereiro deste ano, os senadores Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) e Roberto Requião (PMDB-PR) já havia denunciado o colega senador José Serra (PSDB-SP) como agente de interesses nacionais durante discussões do pré-sal.

Na época, Requião criticou a “pressa” de Serra na tramitação do projeto que permite às petrolíferas estrangeiras explorar o pré-sal, sem fazer parceria com a Petrobras.

“Por que esse desejo de velocidade? Atende a quem? O que está atrás disso”, questionou o senador do PMDB. “O Wikileaks assegurou que o senador Serra havia prometido (à petroleira Chevron) acabar (com o domínio do setor pela Petrobras)”, disse Requião na sessão de 23 de fevereiro.

O diabo é que José Serra foi nomeado para o Ministério das Relações Exteriores, ou seja, o governo golpista e interino de Temer colocou o cabrito para cuidar da horta.

A denúncia do WikiLeaks sobre o ministro interino José Serra pode ler lida na íntegra aqui.

Comentários encerrados.