Uruguai também diz NÃO reconhecer governo interino de Temer

Rodolfo_Nin_NovoaAumenta o isolamento internacional do governo interino de Michel Temer cuja ascensão ao poder se deu por meio de um golpe de Estado no último dia 12.

O último país dizer que NÃO reconhece como legítimo o governo golpista de Temer é o Uruguai, sócio do Brasil no Mercosul, que se manifestou através do ministro das Relações Exteriores Rodolfo Nin Novoa.

O chanceler garantiu que o governo do país cisplatino não tem intenções de reconhecer Michel Temer (PMDB) como presidente do país.

Em entrevista ao espanhol El País, o ministro uruguaio disse que a instabilidade brasileira poderá afetar as relações comerciais entre o Mercosul e a União Europeia.

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, havia pedido ontem (13) que o embaixador daquele país caribenho retornasse a Caracas em protesto contra a deposição da presidente eleita Dilma Rousseff.

 

Comentários encerrados.