“Tio distante” de Beto Richa assume Secretaria de Comunicação do Paraná

richa_vilelaO ex-presidente da AERP (Associação das Emissoras de Radiodifusão do Paraná), Márcio Vilela, “tio distante” do governador Beto Richa (PSDB), assumiu nesta quinta-feira (5) a Secretaria de Estado da Comunicação Social do Paraná.

Vilela é irmão “torto” — por parte de pai — da mãe do governador tucano, dona Arlete Richa.

O “tio distante” substituiu Paulino Viapiana, o Breve, numa articulação que envolveu forças políticas da Assembleia Legislativa (relembre o caso mídia negra).

O sucesso da manifestação dos professores, em 29 de abril, motivou a queda do ex-secretário abrindo caminho para novas defenestrações de titulares de outras pastas por “insuficiência técnica”.

Além do “tio distante”, o Beto Richa também mantém próximo do governo o “primo distante” Luiz Abi Antoun — figura conhecidíssima nos meios policiais e de esquemas de corrupção na Receita Estadual.

O novo secretário da Comunicação, o “tio distante”, tem ligação umbilical com o Sérgio Kobayashi, o japonês da “Teta Digital” (organização cibercriminosa que funciona nos porões do Palácio Iguaçu cujos integrantes são funcionários com cargos comissionados).

A bancada da oposição na Assembleia Legislativa calcula que a farra publicitária do governo do Paraná, em 2016, ultrapassará R$ 700 milhões até dezembro. No ano passado, segundo o deputado Tadeu Veneri (PT), Richa torrou R$ 600 milhões em propaganda em detrimento à merenda para os alunos e calote nos reajustes e progressões nos salários de educadores.

Comentários encerrados.