Teori, que chamou Cunha de delinquente, relatará anulação do impeachment

imageO ministro Teori Zavascki, do Supremo, foi sorteado para analisar pedido da Advocacia-Geral da União de anulação do impeachment da presidente Dilma.

Teori foi o relator do mandado de segurança que resultou no afastamento do deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) do mandato e da presidência da Câmara.

Coincidentemente, a AGU utiliza os mesmos adjetivos que o ministro utilizou na ultima quinta (5) para justificar o afastamento de Cunha.

Em seu voto lido no plenário, Teori classificou Cunha como “delinquente” e que usava o cargo para atrapalhar as investigações da Lava Jato.

Se houver alguma coerência do ministro, muito provavelmente ele irá recomendar que o STF anule o processo de impeachment.

PS: a liminar que afastou Cunha na semana passada demorou seis meses para ser decidida por Teori; espera-se, portanto, que o ministro aja um pouco mais rápido desta vez.

Comentários encerrados.