Temer decide manter ministro da (in)Transparência para não parecer “frouxo”

agu_protestoO presidente provisório Michel Temer (PMDB) decidiu nesta segunda-feira (30) manter Fabiano Silveira como ministro interino da (in)Transparência.

Temer não quis correr o risco de parecer mais fraco do que é, isto é, suscetível a pressões como no caso da recriação do Ministério da Cultura. Ele havia extinguido a pasta, mas voltou atrás após protestos de artistas e intelectuais.

O presidente do golpe manteve o ministro da (in)Transparência no cargo “por enquanto”, isto é, assegurou a fritura de Silveira mantendo-o na marca do pênalti.

Fabiano Silveira, que ainda era do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), teve conversas gravadas pelo ex-senador Sérgio Machado (PSDB-PE), ex-presidente da Transpetro, nas quais orienta o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), como driblar as investigações da Lava Jato.

Hoje pela manhã, em Brasília, funcionários na antiga CGU impediram o ministro de entrar no prédio.

Comentários encerrados.