Supremo julga afastamento de Cunha; acompanhe ao vivo

fora_cunhaO STF julga esta tarde pedido da Rede pelo afastamento do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), por banditismo, chantagem e ameaça a parlamentares.

Em 11 de abril, o deputado Aliel Machado (Rede-PR) foi o primeiro a apontar o dedo para Eduardo Cunha denunciando-o publicamente de chantagem e de ameaçar parlamentares que votassem contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff.

Abaixo, assista ao vivo à sessão do Supremo:

O julgamento do pedido da Rede, cujo relator é o ministro Marco Aurélio Mello, foi colocado na pauta pelo presidente da Corte, ministro Ricardo Lewandowski.

Pois bem, vem à luz os bastidores da disputa de poder no STF.

O pedido do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, para o afastamento de Cunha dormitava nas mãos do ministro Teori Zavascki, relator na Lava Jato no Supremo, desde dezembro de 2015.

Cinicamente, Teori escreveu na liminar de hoje que defenestrou o presidente da Câmara que a medida era “necessária e urgente”. Entretanto, a mesma demorou seis meses para sair…

O relator da Lava Jato no STF teria determinado a suspensão de Cunha para não ser atropelado na tarde de hoje pelos colegas Lewandowski e Marco Aurélio.

Abaixo, o pronunciamento de Aliel Machado sobre o afastamento de Cunha. Ele lançou a campanha #DelataCunha:

Comentários encerrados.