Renan também tramou com STF queda de Dilma, revelam gravações

renan_calheirosO senador Renan Calheiros (PMDB-PR) também articulou “pacto” com ministros do Supremo para derrubar a presidente eleita Dilma Rousseff, revelam conversas gravadas que foram publicadas hoje (25) pelo jornal Folha de S. Paulo.

O presidente do Senado foi gravado pelo ex-presidente da Transpetro, Sérgio Machado, que teve delação premiada homologada ontem (24) pelo ministro Teori Zavaski, do STF, relator da Lava Jato.

Assim como o senador Romero Jucá (PMDB-RR), defenestrado do Ministério do Planejamento, Renan fala em travar a “alma” das investigações da Lava Jato — que são as delações premiadas de presos. Abaixo, ouça e leia a transcrição dos áudios:

Ao falar em “transição” do governo Dilma para o interino Michel Temer (PMDB), antes mesmo da votação do impeachment no Congresso, o presidente do Senado conta que todos os ministros do Supremo “estão putos com ela” ao responder Machado o por que da presidente eleita não “negociar” com o STF.

Na manhã desta quarta, Renan emitiu uma nota pública sobre o vazamento dos áudios. Segundo ele, suas opiniões as delações premiadas e a respeito de Eduardo Cunha (PMDB-RJ), afastado da presidência da Câmara, sempre foram publicamente noticiadas pelos veículos de comunicação.

Abaixo, ouça e leia os trechos dos diálogos:

Comentários encerrados.