Rafael Greca: reabre-se a ‘Porta da Misericórdia’ em Curitiba

greca_santaNa coluna de hoje (25), o ex-prefeito de Curitiba Rafael Greca (PMN) fala da reabertura da porta da Santa Casa que dá para a praça Rui Barbosa. Símbolo de que a instituição – em dificuldades, como todos os hospitais SUS do Brasil – não quer abandonar o serviço aos mais pobres. Greca também pergunta onde anda a ‘Onça de João Turin’ que ficava na rótula do Centro Cívico? O prefeito Gustavo Fruet (PDT) retirou-a há 13 meses, em abril de 2015, relata o colunista. Leia, ouça, comente e compartilhe a íntegra do texto abaixo:

Download do áudio

Reabre-se a Porta da Misericórdia

Rafael Greca*

O Hospital de Caridade – essência da Santa Casa de Misericórdia de Curitiba – completou 136 anos de beneméritos serviços prestados à saúde e bem estar do povo no último dia 22 de maio.

O primeiro hospital de Curitiba, amplo e eficiente edifício, endereço de Saúde Pública, foi inaugurado que foi por Dom Pedro II, conforme o sonho do médico humanitário Doutor José Cândido da Silva Muricy, na visita imperial ao Paraná em maio de 1880.

Ontem, participei de uma cerimônia simbólica de reabertura da Porta da Misericórdia – o portal do Hospital – para a praça Rui Barbosa.

Aquela entrada histórica esteve fechada por várias anos, para “preservar o edifício antigo, patrimônio histórico”, e para “livrar” o dia a dia do Hospital da clientela de desvalidos que frequenta a praça.

Numa decisão corajosa, a atual diretoria liderada por June Westarb, quis reabrir o atendimento para os mais pobres no amplo saguão de honra da Santa Casa de Curitiba.

A partir da manhã da próxima segunda-feira ficará para sempre aberta a Porta da Misericórdia . O edifício esplêndido voltará a ser aquilo que é sua vocação, a morada da Solicitude e da Misericórdia.

Um lugar onde as horas são marcadas pelo sino da Caridade e do Amor Fraterno. O ato simbólico da direção da Santa Casa curitibana reveste-se de um significado redentor para uma cidade – e um país – onde a Saúde Pública tem deixado a desejar.

A propósito, a Irmandade da Misericórdia está tentando uma audiência com o Ministro Ricardo Barros – dentro da Santa Casa.

Temos esperança que o deputado Ricardo Barros honre suas raízes paranaenses e olhe por este Hospital, centro de referência em cirurgias, especialmente as cardíacas.

Nossa Santa Casa tem um déficit de SUS que somará este ano aproximadamente 16 milhões. Uma temeridade em tempo de Temer presidente.

Se a Prefeitura de Curitiba – gestora local das verbas de SUS – não se espertar a Santa Casa corre o risco de decair, ferindo seus princípios mais elevados de respeito aos direitos da população, sobremaneira a mais desvalida.

Onde está a Onça de João Turin?

tigre

Onde anda o “Luar do Sertão”? O que Fruet fez da magnífica escultura de João Turin premiada no Salão Nacional de Belas Artes de 1947?

Patrimônio nacional, símbolo de brasilidade e paranismo, patrimônio público da Prefeitura de Curitiba desde 1969,quando foi escolhida por comissão liderada pelo escultor Erbo Stenzel para aquisição como ornamento do jardim do novo Paço 29 de Março.

Foi danificada em abril de 2015 após a manifestação. Uns dizem que foi no xarivari dos professores, outros que foi na “Marcha da Maconha”. Teria perdido a cauda.

A pretexto de colarem “o rabo da onça”, foi retirada da praça pela Prefs Fruet. Nunca mais voltou. Procurei informações com o pessoal do projeto João Turin, de Samuel Lago, mas o original de “Luar do Sertão” ainda não chegou lá.

Este episódio – somado aos azulejos que caíram do painel de Marília Kranz na fachada do Paço – materializa o abandono da cidade de Curitiba, a inoperância de uma administração que – qual banquete de Baltazar – está com seus dias contados.

A bela foto – de Nani Góis – é do tempo em que pessoalmente, com a arquiteta Maria Lúcia – do Meio Ambiente -definíamos a rosácea de flores, na rótula que mandei fazer para disciplinar o trânsito na saída do expediente das repartições do Centro Cívico.

*Rafael Greca, ex-prefeito de Curitiba, é engenheiro. Escreve às quartas-feiras no Blog do Esmael sobre “Inteligência Urbana”.

Comentários encerrados.